Cearense é preso após ter relação sexual com cadela

 Zoofilia, é uma parafilia definida pela atração ou envolvimento sexual de humanos com animais de outras espécies. Tais indivíduos são chamados zoófilos.
Um fato chamou a atenção de moradores da cidade de Milhã, no Sertão Central cearense, quando um homem estava praticando atos libidinosos com um animal. A cena foi registrada por várias pessoas.
De acordo com a Polícia Militar, um elemento de 46 anos estava tendo relação sexual com uma cachorra, no quintal da vizinha.  A mulher ficou chocada ao ver aquela situação e chamou os policiais.
Quando a viatura chegou ao local, ainda encontrou os dois, mas o homem apenas acariciando o animal. Segundos populares, esse homem vive praticando atos libidinosos contra animal, inclusive, já foi flagrado também praticando sexo com uma galinha caipira.

Alguns populares exigiram que os policiais levassem a cachorra para fazer exame de corpo de delito no IML de Quixeramobim. A dona do animal pretende processar o homem e exigir uma indenização pelo constrangimento causado.
O acusado foi conduzido a Delegacia Regional de Senador Pompeu, para que fossem tomadas as devidas providências legais.
A Zoofilia, é uma parafilia (antigamente chamadas de perversões sexuais), definida pela atração ou envolvimento sexual de humanos com animais de outras espécies. Tais indivíduos são chamados zoófilos.
A Comissão de Agricultura da Câmara Federal aprova proposta que endurece a pena para quem maltratar ou praticar ato sexual com animais (PL 7199/10). Pelo texto aprovado, esse crime será punido com detenção de 1 a 3 anos, além de multa. Hoje, a Lei de Crimes Ambientais traz penas mais brandas nesses casos: detenção de 3 meses a 1 ano, e multa. A mesma pena será aplicada a quem realizar experiências científicas cruéis em animal vivo, quando existirem outros meios de fazer a pesquisa.

Fonte: Revista Central

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.