CAPES avalia cursos de mestrado da UEMA como excelentes

 

 

Os cursos de mestrados Defesa Sanitária Animal, Ciência Animal, e o de História, Ensino e Narrativas foram avaliados com notas 5 e 4 pela Capes, instituição responsável por avaliar todo o Brasil.

 

 

 

Três cursos de Mestrado da UEMA obtiveram notas de 5 e 4 na avaliação quadrienal dos programas brasileiros de pós-graduação realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O Programa de Pós-Graduação em Defesa Sanitária Animal, que tem a coordenação do profº dr. Daniel Prazeres Chaves, passou do conceito 3 para 5, se tornando o único mestrado profissional da área, em todo o Brasil, a obter essa avaliação, que simboliza um nível de excelência nacional segundo a CAPES. O mestrado em Defesa Sanitária Animal tem apenas 5 anos de existência.

O Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, coordenado pela profª drª Alana Lislea de Sousa, avançou do conceito 3 para 4. Já o Mestrado em História, Ensino e Narrativas, que tem a coordenação da profª drª Monica Piccolo Almeida, também celebra a avaliação positiva da CAPES. Passou do conceito 3 para 4, mesmo sem ter completado o ciclo de 4 anos. Destaca-se que esse programa teve início há apenas 3 anos.

As notas 4 e 5, alcançadas por esses mestrados da UEMA, significam um desempenho entre bom e muito bom dos programas, de acordo com a CAPES. “A avaliação reconheceu a qualidade dos programas e essas notas obtidas habilitam a UEMA para um novo desafio, que são as propostas de doutorado em História, Ensino e Narrativas, Ciência Animal e Defesa Sanitária Animal, que serão submetidas ainda este ano”, ressalta o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, Marcelo Cheche.

Os demais mestrados e doutorados autônomos da Instituição mantiveram as notas 3 e 4, já as redes que a UEMA integra mantiveram a nota 5 (PROFMAT) e 4 (BIONORTE), o que assegura que sustentam o padrão de qualidade exigido, frisa Cheche. Ele assinala ainda que é fundamental o destaque para atuação dos professores, em especial, e de todo corpo discente dos programas de pós-graduação da UEMA. “Esse resultado é meritocrático, expressivo e pode ser considerado como símbolo do compromisso e dedicação deles para com a educação em nível stricto sensu na Instituição”, diz.

De acordo com o professor Ricardo Chaves do Mestrado em Ciência Animal, o Maranhão é carente de doutores nessa área, tão logo, a aprovação e futura implantação de um Doutorado em Ciência Animal vai alavancar a área da Medicina Veterinária. “Esse doutorado será extremamente importante para o Estado, que é essencialmente agrícola e pecuário. O resultado positivo da CAPES nos alegra e nos traz uma responsabilidade muito grande”, disse.

Segundo dados da CAPES, nesta avaliação quadrienal, 22% dos programas de pós-graduação obtiveram elevação no Brasil. A UEMA destaca-se diante dessa realidade: o avanço dessa instituição foi de 27,2% de elevação dentre seus programas, ou seja, o crescimento figurou acima da média nacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: ma10

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.