Bruno Henrique decide, Flamengo vence Inter e abre vantagem na Libertadores


Convocado pelo técnico Tite para a seleção brasileira
, Bruno Henrique segue atravessando uma fase iluminada. Após ser o destaque na goleada por 4 a 1 sobre o Vasco no último fim de semana pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Bruno Henrique decidiu novamente hoje (21) e fez dois gols na vitória do Flamengo por 2 a 0 sobre o Internacional, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores.

O primeiro tempo foi muito equilibrado, com o Flamengo tentando implementar uma pressão, mas esbarrando na marcação do Internacional, enquanto o Colorado tentava sair sem muito sucesso nos contra-ataques. Já na etapa final, brilhou a estrela de Bruno Henrique, tendo feito o primeiro gol após belo passe de Everton Ribeiro e o segundo depois de boa jogada de Gabigol, onde o atacante recebeu e chutou no cantinho do goleiro Marcelo Lomba.

Agora, no jogo de volta, o Flamengo pode perder até por 1 a 0 que fica com a vaga nas semifinais. Ao Internacional resta vencer por três ou mais gols de diferença ou devolver o 2 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.

Neste domingo (25) as equipes viram a chave e atuam pelo Campeonato Brasileiro como visitantes. O Rubro-negro encara o Ceará, às 19h, em Fortaleza (CE), e o Colorado pega o Goiás, às 16h, em Goiânia (GO).

Cronologia do jogo

Os gols de Bruno Henrique na partida aconteceram na etapa final. O primeiro aconteceu aos 29 minutos e o segundo aos 33. Nos acréscimos, o colorado Nico López ainda perdeu uma grande chance para o Internacional.

O melhor – Bruno Henrique

O atacante fez dois gols e foi o que mais incomodou a defesa do Internacional, arriscando chutes e fazendo o goleiro Marcelo Lomba trabalhar.

Os piores – Arrascaeta e Edenilson

Debilitados antes da partida, os meias Arrascaeta, do Flamengo, e Edenilson, do Internacional, tiveram seus desempenhos afetados por conta de seus quadros clínicos. O rubro-negro, por exemplo, precisou ser substituído no intervalo por conta de uma gastroenterite e teve uma atuação apagada. O colorado também teve um rendimento abaixo.

Guerrero é vaiado e xingado

Em seu primeiro reencontro com a torcida do Flamengo no Maracanã, o atacante Guerrero não foi perdoado pelos rubro-negros e, a todo o momento, foi vaiado e xingado em coro. Em campo, não conseguiu qualquer vitória sobre a defesa rubro-negra. Preso em meio a Marí e Rodrigo Caio, o peruano chamou mais atenção por reclamações do que por lances em que poderia ter marcado.

O jogo do Fla – time melhora com Gerson

O Flamengo melhorou no segundo tempo com a entrada de Gerson. A equipe passou a ter mais criatividade e a chegar mais ao ataque. Além disso, mais uma vez os talentos individuais fizeram a diferença.

O jogo do Inter – mudou a marcação

O Internacional iniciou a partida com uma marcação alta, mas com as linhas defensivas muitos espaçadas, algo que estava dando campo para o rubro-negro Everton Ribeiro. Notando esta situação, o técnico Odair Helmann recuou o time e aproximou as linhas, tornando o sistema defensivo mais sólido. No segundo tempo, porém, o Colorado afrouxou novamente a marcação e sofreu os gols.

Inter pede pênalti

Aos 41 minutos do primeiro tempo, Patrick foi esperto ao roubar uma bola de Rafinha na linha de fundo e rolar para Guerrero. No momento do chute, o peruano foi travado e o Internacional ficou pedindo pênalti. A arbitragem sequer ouviu o VAR e mandou o jogo seguir.

Sóbis se estranha com Gabigol e Jesus

Aos 14 minutos do primeiro tempo, Rafael Sóbis chutou uma bola, que bateu no corpo de Gabigol e foi para fora. O jogador colorado vibrou bastante, o rubro-negro não gostou, o encarou e, na sequência, o técnico Jorge Jesus interveio, mas Sóbis ficou nervoso e se estranhou com o treinador, sendo contido pelo quarto árbitro.

Arão fora do jogo de volta

O volante recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso do jogo de volta, no próximo dia 28, no Beira-Rio (RS).

Gabigol e Edenilson foram confirmados momentos antes

Dúvidas para a partida, o atacante Gabigol, do Flamengo, e o volante Edenilson, do Internacional, foram confirmados como titulares momentos antes do duelo no Maracanã. Ambos tinham problemas musculares na coxa. O rubro-negro na da esquerda, e o colorado na da direita.

Mosaico rubro-negro

Antes de a bola rolar contra o Internacional, a torcida do Flamengo fez um mosaico no Maracanã com a frase “pela copa”:

Tite no Maracanã

O técnico da seleção brasileira, Tite, esteve presente na tribuna do Maracanã acompanhando a partida ao lado do coordenador de futebol da CBF, Juninho Paulista, e do auxiliar-técnico pontual, César Sampaio.

PM prende seis cambistas antes do jogo

A Polícia Militar do Rio de Janeiro fez uma ação antes do duelo entre Flamengo e Internacional hoje (21), às 21h30, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores, e prendeu seis cambistas no entorno do Maracanã. Na operação, foram apreendidos 63 ingressos e 9 vouchers, além de um veículo com documentos e máquina de cartão.

Máquina de vender camisa

O Flamengo lança hoje no corredor dos camarotes do Maracanã o projeto “Manto Express” para a venda de camisas de jogo a partir de uma máquina parecida com as de refrigerante, por exemplo.

“A máquina foi desenvolvida com tecnologia de ponta dispondo de um display de led para escolha do produto e app para monitoramento do estoque de produto para lojistas. A princípio serão disponibilizadas para os franqueados da rede com foco em cidades de pequeno porte e em espaços de conveniência, como aeroportos”, explicou Gustavo Figueiredo, gerente de licenciamento do clube.

FLAMENGO 2 X 0 INTERNACIONAL

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 21 de agosto de 2019, às 21h30 (de Brasília) Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Ríos (CHI)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñán (CHI)
Cartões amarelos: Paolo Guerrero, Patrick (INT), Rafinha e Willian Arão (FLA)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Bruno Henrique, aos 29 minutos do segundo tempo e Bruno Henrique, aos 33 minutos do segundo tempo.

FLAMENGO

Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Cuéllar, Arão, Éverton Ribeiro (Berrío) e Arrascaeta (Gerson); Gabigol e Bruno Henrique (Piris da Motta). Técnico: Jorge Jesus

INTERNACIONAL

Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson (Guilherme Parede), Patrick e D’Alessandro (Nico López); Rafael Sobis (Wellington Silva) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.