Brasil surpreende e quebra tabu com 4 medalhas

Os Jogos Pan-Americanos têm sido marcados pela quebra de alguns tabus para o esporte olímpico brasileiro. Primeira medalha no levantamento de peso feminino, primeiro ouro na luta livre, primeira final no badminton. Nesta sexta-feira (17), não foi diferente. O tiro com arco voltou ao pódio depois de 32 anos. Etiene Medeiros ganhou o primeiro ouro da natação feminina. De feito em feito, o Brasil está cada vez mais à frente dos rivais no terceiro lugar do quadro de medalhas do Pan de Toronto. Neste sábado (18), começa a segunda semana de disputas de medalhas no Pan, com a estreia de diversas modalidades. Em boxe, canoagem slalom e ginástica de trampolim ainda não haverá distribuição de medalhas. No pentatlo moderno, Yane Marques vai atrás da medalha de ouro, enquanto, Priscila Oliveira vai tentar a vaga olímpica. O atletismo, por sua vez, começa com a maratona feminina. O Brasil tem expectativa de mais um dia repleto de medalhas: Flávio Cipriano está na semifinal da prova de velocidade do ciclismo de pista; o conjunto brasileiro lidera na ginástica rítmica e deve ficar com o ouro; e Bruno Heck é um dos favoritos na carabina três posições, após fazer final em outras duas provas do tiro esportivo. As provas de natação chegam ao fim com a expectativa de pelo menos mais cinco medalhas, uma vez que serão disputadas as provas de 200m medley (Thiago Pereira, Henrique Rodrigues e Joanna Maranhão) e 4x100m medley, além das competições de fundo. Por fim, na vela, o Brasil está na zona da medalha das cinco classes olímpicas e já garantiu o ouro com Bimba. A expectativa é de pelo menos mais duas de ouro e cinco medalhas no total. Cuba vai tentar se destacar nas últimas quatro categorias da luta livre masculina.

CONFIRA AS PRIMEIRAS COLOCAÇÕES DO QUADRO DE MEDALHAS:

1.º Canadá – 45 de ouro, 38 de prata e 27 de bronze (110 total)
2.º Estados Unidos – 40 de ouro, 34 de prata e 40 de bronze (114 total)
3.º Brasil – 22 de ouro, 19 de prata e 32 de bronze (73 total)
4.º Cuba – 19 de ouro, 18 de prata e 20 de bronze (56 total)
5.º Colômbia – 19 de ouro, 7 de prata e 19 de bronze (45 total)
6.º México – 10 de ouro, 14 de prata e 24 de bronze (48 total)
– See more at: http://trazendoamassa.blogspot.com.br/2015/07/brasil-encerra-tabus-e-abre-vantagem-em.html#sthash.Q5t68ODk.dpuf

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.