Brasil pode receber ‘pix internacional’ com transferências de duração mínima

A transferência via Pix deve ganhar mais um facilitador nos próximos dias. Isso porque, o hub de inovação do BIS (sigla em inglês para Banco de Compensações Internacionais), tem realizado uma etapa de teste para o mecanismo que seria conhecido como Pix internacional. O sistema vai permitir a realização de transações instantâneas entre nações, além de envolver mais de 60 países.

Sediado na Suíça, o BIS possui a fama de ser “o banco central dos bancos centrais”. De acordo com o site do projeto, o Nexus é um suporte que objetiva conectar sistemas nacionais de pagamento, como por exemplo, o Pix brasileiro, “em uma plataforma transfronteiriça”. 

Até então, os testes estão acontecendo entre sistemas de pagamento da Malásia, de Cingapura e da Zona do Euro, através do banco da Itália. 

Futuro do Pix

Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC) em novembro de 2021, oficializou a atuação do órgão para fazer o Pix ser alternativa em operações desconectadas à internet e em transações mundiais. Contudo, as novidades ainda têm datas indefinidas para começarem a funcionar.

O recurso de pagamento instantâneo foi lançado pelo BC em 16 de novembro de 2020. Segundo dados do Banco Central, o número de chaves Pix cadastradas alcançou a marca de 478,3 milhões até 31 de julho deste ano. No mesmo mês, o Pix movimentou cerca de R$ 933,5 bilhões. 

Fonte: Bnews

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.