Avó faz enterro de feto no quintal de casa após aborto da mãe em Cidelândia

Nesta quarta-feira(22),o ICRIM de Imperatriz recebeu um chamado da PM do município de Cidelândia-MA, a denúncia de um aborto clandestino

A equipe do ICRIM ao chegar confirmou o acontecido, uma mulher de nome Bruna Sena fez um aborto clandestino, “o feto masculino”, segundo os peritos tinha 7 a 8 meses. A avó paterna (Luzia Gomes Macedo Guimarães 62 anos) cavou um buraco e enrolou o feto em folhas de bananeiras e enterrou, só que elas não contavam com uma denúncia anônima que contribuiu para o desfecho do crime. Que aconteceu na Rua 13 de Maio, bairro Vila Davi em Cidelândia.

O pai do feto ao perceber a presença da Polícia, fugiu tomando rumo ignorado, os criminosos talvez não saiba a dimensão dos crimes cometidos por eles.

Por.André Gomesdesc

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.