Auxílio-renda já está sendo pago pela Prefeitura de São Luís e contemplará mais de 12 mil famílias

Mulheres chefes de família começaram a receber, nesta terça-feira (2), o auxílio-renda pago pela Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). O valor do auxilio é de R$ 40,00. Estão sendo pagos os meses de abril e maio. A ação é parte da política de assistência social da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior que tem reforçado a atenção às famílias de baixa renda e em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Distribuição de cestas básicas, doação de mascaras e isenção da taifa de iluminação pública são outras estratégias colocadas em prática pelo poder público municipal. 

As mulheres que já estão tendo acesso ao benefício foram as que receberam, por telefone, uma mensagem contendo protocolo e senha que dão direito ao saque de duas parcelas referente aos meses de abril e maio. Isso só foi possível porque elas estão com números de telefone atualizados junto ao CadÚnico e confirmados pela Semcas. Ao todo, o auxílio irá beneficiar 12 mil famílias em situação de extrema pobreza. 

Os demais – que não puderam ser contactados por telefone pelo fato de os números estarem desatualizados começam a receber na sexta-feira (5). Para estes, as duas parcelas estarão disponíveis do dia 5 ao dia 18 de junho e serão atendidos pelo critério da ordem alfabética. Para ter acesso ao benefício às pessoas que receberão neste período precisam acessar o site da prefeitura (http://auxiliorenda.saoluis.ma.gov.br/), procurar a opção Acessar Auxílio. Lá será solicitado o CPF e em seguida basta ir preenchendo as informações solicitadas como nome da mãe; cidade de nascimento do beneficiário e data de nascimento. Com tudo preenchido é só clicar “enviar informações” e o sistema irá emitir o número do protocolo e senha necessários para o saque do benefício. 

“Desde o início de sua gestão, o prefeito Edivaldo tem investido na política de assistência social e nesse momento de pandemia, sua orientação foi buscarmos estratégias para assegurar às famílias mais necessitadas todo o apoio necessário para enfrentar esse momento. Desde março, quando começou a crise sanitária, temos enveredado esforços para assegurar auxílio a essas pessoas”, esclareceu a gestora da Semcas, Andréia Lauande.

A gestora enfatizou ainda outras ações já implementadas pelo prefeito Edivaldo, como acolhimento provisório para pessoas em situação de rua, distribuição de cestas básicas e kits de higiene para os acolhidos nos abrigos, jogos educativos para as crianças do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), entrega de máscaras de tecido, entre outras ações. 

“Nossa eu tinha comentado com minha vizinha que estava sem ter como comprar comida e fraldas para minha filha que tem 18 meses. O auxílio chegou em um ótimo momento e vai me ajudar muito. Eu já havia recebido uma cesta básica do Cras, mas isso são para os maiores, para minha bebê eu estava sem recursos. Do banco já vou direto fazer as compras dela”, disse Allana de Macedo, 32 anos, dona de casa, moradora do Rio Grande, na zona rural. Ela tem três filhos e não tem emprego fixo. Vive da renda do Bolsa Família.

Amanda Melo, 22 anos, residente do Ipase de Baixo explica como o auxílio vai ajudar. “Eu tenho uma filha e ela tem anemia falciforme, nem todo o tempo posso oferecer a ela tudo que ela precisa, então esse recurso já é mais uma forma de atender, pelo menos, por um tempo, as necessidades dela”, disse Amanda.

SAQUE

Nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, o beneficiário deverá escolher na tela principal a opção “saque sem cartão”, na segunda tela escolher a opção “próxima”, em seguida selecionar “benefícios emergenciais”. Será solicitado o número do protocolo e em seguida a senha. Após digitar tudo corretamente o recurso será liberado.

O auxílio-renda está disponível nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, caixas 24h, e agências correspondentes do banco. Para receber o auxílio, a pessoa precisa ser beneficiária do programa Bolsa Família, ter renda familiar per capta mensal até R$ 89,00, ter como chefe do grupo familiar a mãe, ter na sua composição familiar crianças de 0 a 3 anos de idade e possuir o Cadastro Único atualizado nos últimos dois anos. 

O calendário por ordem alfabética obedece a seguinte ordem:

– Dia 5/06 –   letra A; 

– Dia 8/06 – letras B e C;

– Dia 09/06 – letras D e E;

– Dia 10/06 –  letras F-G-H;

– Dia 11/06 – letras I e J;

– Dia 12/06 – letras K e L;

– Dia 15/06 – letra M;

– Dia 16/06 – letras N-O-P-Q;

– Dia 17/06 – letras R e S

– Dia 18/06 – letras T-U-V-W-Y e Z.

A terceira parcela tem previsão de pagamento para a segunda quinzena de junho. O calendário dos demais pagamentos serão publicados nas redes oficiais da Prefeitura de São Luís e grande imprensa. Os beneficiários também terão à disposição para dúvidas a Central de Relacionamento do Banco do Brasil (telefone: 4003 0107). 

Fonte: Agência São Luís

Foto: Reprodução

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.