Após repercussão, Deputados visitam obras da BR -135

Parlamentares durante visita a canteiros de obras na BR-135 (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS – Uma comitiva de deputados estaduais e federais visitou, no início da tarde desta segunda-feira(11), as obras de duplicação da BR-135. Os parlamentares resolveram se movimentar diante da repercussão negativa na semana passada, quando um acidente na rodovia, envolvendo um carro de passeio e um caminhão, deixou oito pessoas mortas. Apesar das negativas do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), várias lideranças políticas do Maranhão vêm denunciando o abandono na obra, que se arrasta desde 2012 e tem previsão para acabar apenas em abril de 2017, com um orçamento que ultrapassa R$ 350 milhões.

 

Mesmo com o posicionamento do DNIT, que afirma que os serviços nunca foram paralisados, e sim reduzidos em alguns períodos devido a diminuição de repasses do Governo Federal, os deputados seguem fazendo pressão pela continuidade da obra, que vai melhorar o tráfego de veículos na via e diminuirá bastante os riscos de acidentes.

Souza Neto (Pros), por exemplo, chegou a chamara a BR-135 de “estrada da morte” na tribuna da Assembleia. Já Adriano Sarney (PV), disse que a pressão maior deveria vir da bancada federal e ela deveria ser responsabilizada por este tipo de acontecimento. Na visita deste segunda-feira estavam presentes Aluísio Mendes (PTN), Hildon Rocha (PMDB), Eduardo Braide (PMN) Zé Inácio (PT), Wellington do Curso (PP) e Júnior Verde(PRB). Eles foram acompanhados por representantes do DNIT e vistoriaram o trecho entre o Estreito dos Mosquitos e Bacabeira.

O deputado Zé Carlos (PT), que também integrará a comitiva, ainda aguarda do DNIT respostas a vários questionamentos formulados ainda na semana passada sobre o andamento dos serviços no trecho. “Creio que tenha, dentre outros, problemas de superfaturamento”, disse ele, que quer dados sobre valor original do contrato, data de assinatura e prazo inicial, além de informações sobre o percentual atual da execução e previsão de entrega.

O parlamentar busca apoio para conseguir aprovar um pedido de auditoria do Tribunal der Contas da União (TCU) e do Ministério Público Federal (MPF).

Gerardo Fernandes, superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT-MA), afirmou que as obras de duplicação da BR-135 nunca foram paralisas. “A disponibilidade do orçamento financeiro do governo federal em 2015 impediu o avanço normal da obra, gerando atraso nos serviços. Algumas frentes de serviço foram realocadas em função do período chuvoso”, explicou.

Ainda segundo ele, as forças dos trabalhadores estão concentradas apenas na construção de viaduto, nas proximidades da cidade de Rosário. “As obras foram retomadas em abril deste ano e concentradas, inicialmente, na construção do viaduto de acesso a cidade de Rosário no entroncamento da BR 135 com a BR 402, em Bacabeira”, disse o superintendente, ressaltando que o prazo de entrega já está definido: “A duplicação está em andamento e os serviços serão intensificados a partir deste mês de julho. O prazo de entrega é abril de 2017”.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.