Após pouso forçado- Angélica e Luciano Huck passam por novos exames e recebem visita dos pais

O avião que transportava o casal de apresentadores da TV Globo Luciano Huck e Angélica realizou um pouso de emergência em uma fazenda a cerca de 30 quilômetros de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, na manhã deste domingo, devido a uma pane na bomba de combustível de um dos motores. Também estavam na aeronave os três filhos do casal, duas babás e os dois pilotos. Após receber atendimento médico na capital de Mato Grosso do Sul, a família chegou a São Paulo na noite deste domingo e está no Hospital Israelita Albert Einstein, onde foram realizados novos exames. Os pais dos dois apresentadores estiveram no hospital durante a madrugada. Os filhos do casal e as babás foram liberados. Nesta manhã Luciano e Angélica farão novos exames.

A Santa Casa de Campo Grande, para onde os feridos foram levados, informou que não foi diagnosticado “nada grave em nenhum dos pacientes”. Dos nove ocupantes do avião, Angélica foi a que gerou mais preocupação entre os médicos. Havia a suspeita de que ela tivesse sofrido fratura no quadril. Segundo funcionários do hospital, a apresentadora chegou ao local chorando e reclamando de dores. Joaquim, o filho mais velho do casal, teve ferimentos na cabeça e fez um exame de raios-x.

Huck teve problemas numa das vértebras, mas acompanhou andando o atendimento a Angélica. Também foram atendidas no hospital as outras duas crianças, Benício e Eva, as babás Marcileia Eunice Garcia e Francisca Clarice Canelo Mesquita, além de Huck e o copiloto José Flávio de Souza Zanatto. O piloto, Osmar Frattini, foi levado de helicóptero para uma Unidade de Pronto Antedimento (UPA). Ao confirmar que a família de Huck e Angélica havia deixado o hospital, por volta das 17h30 (18h30 no horário de Brasília), a Santa Casa de Campo Grande disse que não divulgaria mais informações por “solicitação de familiares”.

Especialista explica pouso de avião de Angélica e Luciano Huck

O avião turbo-hélice Carajá, no qual estavam Huck e Angélica, saiu da Fazenda Caiman, no município de Miranda, às 9h (10h no horário de Brasília) com destino a Campo Grande. Às 10h52, o piloto Osmar Frattini avisou à torre de controle que havia notado uma falha na bomba de combustível de um dos motores. Ele tentou acionar a segunda bomba, que também não funcionou. Decidiu, então, fazer o pouso de emergência em uma fazenda localizada próximo à rodovia MS-080, a 30 quilômetros da capital.

Sem poder utilizar o trem de pouso, o piloto fez com que a parte de baixo da aeronave deslizasse pela grama até que o avião parasse. Segundo funcionários da fazenda, um desnível no solo ajudou a reduzir a velocidade da aeronave.“Deus ajudou”, disse o piloto na porta do hospital.

Lucilene Gonçalves Vaz, mulher de Osmar, disse à a uma equipe de reportagem  que o piloto contou a ela que teve 10 minutos para tomar a decisão sobre como faria o pouso de emergência e que ainda desviou do gado que pastava no local Ele me falou que falhou a bomba principal, a outra também fechou. E aí teve que procurar um local para pousar, para salvar todo mundo. O avião planou dez minutos e foi para o chão. Foi muito rápido.

Frattini é piloto há 30 anos. O avião, modelo Embraer 820C, prefixo PT-ENM, pertence à companhia MS Táxi Aéreo. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a documentação da aeronave está regular. Uma equipe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) desembarcou na fazenda para começar a investigação sobre as causas do acidente.

A família de Huck retornava de Miranda, onde Angélica passou os últimos dias gravando quadros para o programa “Estrelas”, da TV Globo. Ao longo da semana, a apresentadora postou fotos nas redes sociais de alguns locais que havia visitado durante a viagem. A emissora divulgou uma nota à imprensa dizendo que a família passava bem.

Enquanto estiveram na unidade de saúde, Huck e Angélica foram colocados em uma ala separada para evitar o assédio de funcionários e fãs — ao saber do acidente, algumas pessoas fizeram plantão na porta do hospital. O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), visitou a Santa Casa na tarde deste domingo. Ao sair do hospital, disse que os apresentadores estavam bem e que embarcariam para São Paulo à noite.

Referência no atendimento gratuito a politraumatizados no Mato Grosso do Sul, a Santa Casa de Campo Grande enfrenta crise financeira e suspendeu as cirurgias eletivas neste mês. Além disso, não há vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um convênio da entidade com a prefeitura e o governo do estado venceu em abril, e uma extensão ainda está sendo discutida.

Dona da fazenda diz que família teve sorte

Luciano Huck, Angélica e os filhos tiveram sorte durante o pouso forçado do avião. De acordo com a dona da propriedade, Lurdes Leonardo, de 64 anos, o local onde a aeronave parou estava com gado pastando, poucos minutos antes.

Ouvimos o barulho. A gente percebeu na hora que o avião caiu de barriga e foi arrastando e levando a cerca. A turma da fazenda, então, começou a descer para ver o que tinha acontecido. Logo acionaram o corpo de bombeiros. Ficamos muito assustados, principalmente quando descobrimos que se tratava de pessoas conhecidas.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.