Alunas da UFMA fraudam certificado para cursarem medicina no MA

 

 

Caso foi investigado e identificado pelo Ministério Público do Maranhão.

 

 

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) identificou fraudes nas matrículas de cinco alunas, no curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão, no campus de Pinheiro, a aproximadamente 84 km de São Luís. As alunas, cujos nomes não foram divulgados, tiveram as matrículas canceladas da universidade e saíram de forma voluntária do curso.

FRAUDE

Segundo o Ministério Público, as alunas cursaram o ensino médio em instituições particulares. No entanto, no ato da matrícula, elas apresentaram certificados falsos como se tivessem estudado em escolas públicas, para que fossem beneficiadas pelas cotas destinadas a estudantes das escolas que compõem a rede pública.

Para o procurador da República, Juraci Guimarães Júnior,  a política de cotas existente no Brasil é importante para reduzir desigualdades. “É indispensável que a política de cotas atenda rigorosamente as regras legais estabelecidas, sob pena de provocar mais distorções do que aquela que se busca combater,” declarou.

Além da recomendação à Ufma, o MPF recomendou ao secretário de Educação do Maranhão e ao diretor do Ifma (Instituto Federal do Maranhão) que façam cumprir rigorosamente os requisitos para emissão de certificados de conclusão do ensino médio com base nos resultados do Enem e ainda enfatizou a necessidade de que a Secretaria de Estado da Educação ateste que os alunos não tenham cursado anteriormente o ensino médio em instituição privada.

MA10 aguarda posicionamento da Universidade Federal do Maranhão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: ma10

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.