AIDS: Mulher presta queixa em delegacia de Pedreiras, após boatos difamatórios

Nesta sexta-feira (1º)uma mulher registrou queixa na delegacia,   informando  ser vítima de boatos espalhados na cidade  Pedreiras. , ela contou a imprensa local que bilhetes foram espalhados no bairro (colados em postes, portas de residências…) alertando para nenhum homem se relacionar com ela por ser portadora do vírus HIV.

A mulher que não teve o nome revelado por motivos,disse que ficou sabendo do caso ao ser informada por conhecido, e  disse  ainda que mora com três filhos menores, trabalha como autônoma,  lavando roupas,, e que  difamação  prejudicou seu trabalho  a  sua reputação .

“Eu lavo roupas três vezes por semana para sustentar meus três filhos, mas depois que surgiu esse boato, ninguém quer me chamar mais para lavar a roupa. Sem trabalho, estamos passando por dificuldades. Hoje mesmo, não tínhamos dinheiro para comprar o lanche para eles e só não ficaram com fome, porque uma vizinha deu comida para eles”, disse ela.

A vitima  afirma não ter a doença , mas  vai fazer exames para comprovar que está sendo vítima de difamação.

Ela ja  procurou as autoridades onde prestou queixa, e espera identificar os seus difamadores, para que os mesmo sejam punidos pelos rigores da lei..“Eu quero dizer que não tenho marido, mas não sou mulher de bar, não sou mulher de zona, vivo para os meus filhos, trabalhando para botar comida na mesa deles. Eu vou provar que isso é uma calunia, vou fazer os exames, mostrar para as pessoas que acreditaram nesse boato e peço que a polícia descubra quem foi essa pessoa que inventou essa maldade contra uma mãe de família”,Diz a mulher mulher revoltada..

Crime

Uma pessoa pode ser processada só por ter repassado informações através da internet que sejam considerados crimes de calúnia e difamação.

Com informações do Blog Carlinhos

Textos: Mauro Garcia

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.