Afegão que tenta voltar ao Brasil perde as esperanças após atentado em Cabul: ‘Ficarei para trás com minha família e sei disso’

Os afegãos Masood Habibi, de 29 anos, e Bushra Masomi, de 17, relatam, em entrevista ao G1, ter ouvido de suas casas as explosões do atentado terrorista do Estado Islâmico ocorrido na quinta-feira (26) no aeroporto internacional de Cabul, capital do Afeganistão. Com elas, vieram uma certeza: não acreditam que conseguirão sair do país antes de 31 de agosto, quando vence o prazo de retirada estipulado pelo presidente americano, Joe Biden.

Masood é empreendedor, tem visto brasileiro e morava em São Paulo até maio deste ano, quando voltou ao Afeganistão para tentar trazer sua família: o irmão, a esposa, o filho de 4 anos e Bushra, sua cunhada. Desde então, foram negados os pedidos de visto feitos ao governo brasileiro, e, com a tomada de poder do grupo extremista Talibã, estão todos trancados em casa há 12 dias.

Segundo Bushra, eles estão a cerca de 7 quilômetros do local do atentado. “Ouvimos as explosões no aeroporto, estamos muito próximos. O medo agora é muito, muito maior. A situação se tornou ainda mais crítica.”

fonte da matéria postada: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/08/27/afegao-que-tenta-voltar-ao-brasil-perde-as-esperancas-apos-atentado-em-cabul-ficarei-para-tras-com-minha-familia-e-sei-disso.ghtml

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.