A conversa de Aloísio Mendes, e Fernando Sarney

A sala de embarques do aeroporto Hugo da Cunha Machado, em São Luís, estava repleta de parlamentares da bancada federal maranhense, ontem, por volta das 16h30. Ao retornar de um final de semana no interior da Paraíba, mais precisamente no município de Sousa, terceira maior cidade daquele Estado, e ao ‘cruzar’ o saguão de desembarque, único do planeta que também é de embarque, o diretor de Redação do Jornal Pequeno, Lourival Bogéa, deparou com seis parlamentares do Maranhão que aguardavam a chamada para seguir viagem a Brasília: José Reinaldo Tavares, José Sarney Filho, João Alberto, Hildo Rocha e Fufuca.

O sexto parlamentar, embora na mesma sala de embarques, estava um pouco mais isolado, numa conversa reservada com o diretor-geral do Sistema Mirante de Comunicação, Fernando Sarney. Era o ex-secretário de Estado da Segurança, Aluísio Mendes.

Além da conversa reservada de Aluísio Mendes com Fernando Sarney, o diretor do JP presenciou um efusivo cumprimento entre José Reinaldo Tavares e Zequinha Sarney, que, apesar de hoje estarem em lados opostos, sempre mantiveram um bom relacionamento. Aliás, se na época do rompimento Roseana Sarney não tivesse ‘botado o pé na parede’ e decidido que ela seria candidata a governadora e não Zequinha, porque, como disse “sou eu que tenho os votos”, muita coisa não teria acontecido.

O diretor do JP falou com todos eles, desejou boa viagem e seguiu para pegar a sua bagagem, com uma pulga atrás da orelha: afinal, o que tanto conversaram Fernando e Aluísio?

de faz-tudo da família Sarney. Atendia celular, cuidava da segurança e costumava dirigir para os mesmos nas horas vagas.

Na Operação Boi Barrica (rebatizada de Faktor), Aluísio acabou virando alvo após ser flagrado em telefonemas tentando obter na Polícia Federal, seu órgão de origem, informações acerca da investigação que tem como alvo o empresário Fernando Sarney, hoje vice-presidente regional da CBF. Os dois tiveram a prisão preventiva pedida pela PF. Aluísio foi acusado de ter repassado informações a Fernando Sarney sobre a operação, o que acabou livrando o filho do ex-senador José Sarney da cadeia. Pelos bons serviços prestados, Mendes foi nomeado depois secretário de segurança.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.