Policial atira em homem que tentava

Um homem de 30 anos foi atingido por dois disparos e corre risco de morte após tentativa de suicídio em Itu, interior de São Paulo. O episódio ocorreu na tarde de quarta-feira (11).
 A vítima, que ameaçava se matar com um facão, acabou sendo baleada por um PM. Durante a ação, um dos tiros atingiu o braçõ, e o homem teve de ser encaminhado para o Hospital São Camilo.

Para o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Alexandre de Moraes, houve precipitação do policial. “Parece-me que era possível ter aguardado um pouco, já que havia outros policiais naquele momento. Também não parece que havia um risco iminente de agressão”, disse em entrevista à TV TEM, afiliada da Rede Globo.

O comando da Polícia Militar de Itu afirmou que a ação foi correta. Segundo o Capitão da PM Rogério Lima, “a intenção do policial foi preservar vidas”.
“Ele estava com uma faca e temíamos que ele pudesse cometer suicídio. Nesse momento, o policial fez dois disparos que visavam áreas não vitais, ou seja, o braço que empunhava a faca. Um foi certeiro, mas outro atingiu o baço. A gente coloca essa ação como necessária, já que o rapaz foi socorrido na sequência e permanece no hospital e nenhum morador ficou ferido”, declarou o Capitão.
A corregedoria da PM investiga o caso.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. - imperatriz-ma.com

    […] 19 de novembro de 2015 – 17:14 iTZ 0 Comentário Um homem de 30 anos foi atingido por dois disparos e corre risco de morte após tentativa de suicídio em Itu, interior de São Paulo. O episódio ocorreu na tarde de quarta-feira (11). A vítima, que ameaçava se matar com um facão, acabou sendo baleada por um PM. Durante a ação, um dos tiros atingiu o braçõ, e o homem teve de ser encaminhado para o Hospital São Camilo. Para o secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Alexandre de Moraes, houve precipitação do policial. “Parece-me que era possível ter aguardado um pouco, já que havia outros policiais naquele … “Leia o artigo completo na fonte da notícia.” […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.