Vitória do Palmeiras sobre Inter e afasta pressão do Santos na briga pelo título

O desempenho oposto ao resultado. Em uma tarde de futebol truncado, o Palmeiras ganhou ainda mais folga na liderança do Campeonato Brasileiro. Diante de mais de 30 mil pessoas no Allianz Parque, o time comandado por Cuca derrotou o Internacional pelo placar de 1 a 0, neste domingo, e se aproximou ainda mais da conquista do título.

O resultado positivo conquistado graças ao gol do meia Cleiton Xavier, aos 18min do primeiro tempo, deixa o Palmeiras a apenas uma vitória da meta definida por Cuca para encerrar o jejum de 22 anos sem conquista da Série A. Com 70 pontos, a diferença para o vice-líder subiu para seis com o tropeço do Flamengo no último sábado.

A quatro rodadas do fim da competição, o Santos surge como principal perseguidor e única ameaça ao título palmeirense. O clube de Vila Belmiro chegou aos 64 com a vitória de virada sobre a Ponte Preta (2 a 1), em duelo ocorrido na manhã deste domingo.

O Internacional, por outro lado, se complicou na briga contra o rebaixamento. O time colorado tem 38 pontos e não vence há três partidas. Foi ultrapassado pelo Vitória, que venceu na rodada, e por isso volta à zona de rebaixamento.

As duas equipes agora terão dez dias antes de retornarem aos gramados. O Palmeiras pode se aproximar ainda do título no próximo dia 17, quando encarará o Atlético-MG, no Independência. Na mesma data, o Internacional recebe a Ponte Preta. Ambos os duelos estão marcados para as 21h (de Brasília).

Quem foi bem: Yerry Mina

Enquanto o setor ofensivo com Dudu e Jesus viveu uma tarde ruim, Yerry Mina mais uma vez sobrou no sistema defensivo. O zagueiro colombiano deu sustentação à zaga palmeirense e ainda se mostrou à vontade para iniciar o trabalho de ataque do time de Cuca. Muito da pouca eficiência do Inter deve-se a mais uma ótima atuação do camisa 26 do Palmeiras.

Quem foi mal: Gabriel Jesus

No último jogo antes de se apresentar à seleção brasileira, Gabriel Jesus novamente não correspondeu. O camisa 33, grande estrela palmeirense, se movimentou e procurou o jogo, mas acumulou erros de passes e decisões equivocadas, que atrapalharam o time. Nem a mudança de posicionamento para a ponta desafogou o atacante, agora há oito partidas sem anotar gols.

Cleiton Xavier ressurge na hora Hpalmeiras

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.