Victor Mendes defende intervenção estadual em Serrano

O deputado Victor Mendes (PV) anunciou hoje (segunda-feira, 22) que vai ingressar com representação no Ministério Público Estadual alertando para a necessidade de intervenção no município de Serrano do Maranhão, onde o prefeito eleito foi afastado por decisão da Justiça, o vice que assumiu está preso na sede da Polícia Federal por tentativa de saque irregular de verba federal e o presidente da Câmara denunciado por improbidade.

De acordo com Victor Mendes, a intervenção estadual será a via mais eficaz, urgente e necessária para minimizar o problema do município de Serrano. “O Governo do Estado tem que intervir urgentemente, senão as pessoas pobres e humildes de Serrano vão sofrer ainda mais por conta de atos de políticos que não têm compromisso com a gestão municipal e com a população”, disse.

Victor Mendes afirmou que nos últimos quatro anos não viu um único momento bom em Serrano e esse é o pior da história política do município. Segundo ele, o quadro é de crise total.

O deputado alegou, ainda, ser inadmissível que o atual prefeito esteja preso na sede da Polícia Federal em São Luís e continue despachando normalmente. Na avaliação de Victor, a partir do momento que um prefeito é preso e outro é cassado, eles perdem totalmente a sua legitimidade perante a população do município.

O prefeito eleito de Serrano, Leocádio Rodrigues, foi cassado por crime eleitoral, tendo assumido o seu vice, Vagner , preso por crime comum pela Polícia Federal na semana passada, quando tentava sacar em uma agência bancária cheque supostamente com recursos oriundos de programa do Governo Federal. Há seis meses que ele estava sendo investigado pela PF.

Na avaliação de Victor, esse quadro demonstra que, historicamente, Serrano é um município devassado e mal administrado pelas suas gestões. “A gente pede que seja feito alguma coisa porque não pode o município de Serrano estar com o seu prefeito despachando da delegacia da Polícia Federal enquanto o prefeito eleito foi cassado por desvio de R$ 3 milhões e crime eleitoral”, alertou.

Diante da situação, Victor Mendes está solicitando à procuradora geral de Justiça, Fátima Travassos, que encaminhe ao município uma equipe de promotores para investigar “in loco”, a fim de constatar o caos em Serrano. Ele alertou que a população não pode ficar pagando por incompetência e insensibilidade dos seus governantes.

Segundo Victor Mendes, a situação em Serrano é tão grave que já há noticias de pessoas querendo invadir a Prefeitura e a Câmara Municipal porque esta é a única forma que têm de protestar e de serem ouvidos pelas autoridades do governo.

Finalizando, ele advertiu que tal situação não pode ser admitida no Brasil que passa por um processo de moralização em que o governador do Distrito Federal está há 30 dias na cadeia e onde políticos que transgridem a lei estão sendo presos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.