Temer ainda não tem nome para substituir Geddel

BRASÍLIA — O presidente Michel Temer irá para São Paulo na tarde desta sexta-feira, de onde irá avaliar quem substituirá Geddel Vieira Lima na Secretaria de Governo, após o pedido de demissão apresentado na manhã desta sexta-feira. Segundo interlocutores, ainda não há definição e, diferentemente da mudança no comando da Cultura, quando da saída de Marcelo Calero e a assunção de Roberto Freire, desta vez não há um sucessor natural de Geddel.

Temer está ouvindo parlamentares e tem sido recomendado a escolher um deputado da base para o cargo, para prestigiar a Câmara, onde esta semana o debate em torno da anistia de caixa 2 desestabilizou o equilíbrio entre partidos aliados. O nome do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, assessor especial do presidente, chegou a circular entre os que defendem que Temer opte por um nome de personalidade mais burocrática. Caso faça essa opção, o presidente concentraria o trabalho de articulação política e o ministro seria uma espécie de gestor da agenda política do governo.

Mas Temer também conta com conselheiros que defendem nomes fortes no Congresso e que a decisão seja tomada rapidamente, até o início da próxima semana. Na terça, está prevista a votação em primeiro turno no Senado da PEC 55, do teto dos gastos, e na Câmara segue a polêmica sobre o caixa 2.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.