Sobe em 25% o número de latrocínios no Maranhão, aponta Anuário Brasileiro de Segurança Pública

De acordo com o anuário, em 2020 o Maranhão registrou 75 latrocínios, enquanto que em 2021 esse número subiu para 94, um aumento de 19 casos.

Subiu em 25% o número de latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, no Maranhão. Os dados são do Anuário Brasileiro do Fórum de Segurança Pública, referentes ao ano de 2021, divulgados no último dia 28 de junho.

De acordo com o anuário, em 2020 o Maranhão registrou 75 latrocínios, enquanto que em 2021 esse número subiu para 94, um aumento de 19 casos.

Em entrevista para a TV Mirante, o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), Sílvio Leite, afirmou que, apesar desse aumento, São Luís está em primeiro lugar no ranking de redução, no Nordeste, de crimes violentos.

“Na realidade adquirimos o primeiro lugar no ranking do Nordeste em redução dos crimes violentos letais intencionais, que são lesão corporal seguida de morte, roubo seguido de morte, que é o latrocínio, e o homicídio doloso. Então, nós somos o 1º do Nordeste e 14º do Brasil, isso foi fruto dos contínuos investimentos que nós tivemos na segurança pública”, declarou.

Ainda segundo o Anuário Brasileiro do Fórum de Segurança Pública, em 2021 o Maranhão registrou o maior aumento de roubo e furto de veículos no país e teve, ainda, a segunda menor despesa por pessoa com a segurança pública, além do crescimento de crimes como latrocínios e estupros. De acordo com o secretário Sílvio Leite, a elevação no número de roubo de veículos foi em nível nacional e afirma que o número de assaltos a veículos diminuiu no Estado.

“Houve esse aumento de roubo de veículos em todo o Brasil, inclusive no Estado Maranhão, hoje, nós estamos com uma redução de 14% no número de assaltos a veículos. Isso é fruto de muito planejamento, execução, fiscalização e avaliação das políticas, que estão sendo implantadas. Nós temos uma operação chamada de ‘operação catraca’, em que nós fazemos centenas de milhares de abordagens a veículos. O que tem aumentado a sensação de segurança da população e reduzido, continuamente, os índices de assaltos”, declarou Leite.

O secretário da SSP-MA também afirmou que, uma das formas de minimizar a incidência da criminalidade é diminuir os ambientes favoráveis aos crimes.

“Para que ocorra um delito, nós temos um agressor, uma vítima e tem que ter um ambiente favorável. Se ele não tiver esse ambiente favorável, ele não vai realizar nenhum furto, nenhum assalto, não vai cometer nenhum delito. Cabe ao sistema de segurança, como um todo, reduzir, minimizar ou tentar extinguir esse ambiente favorável. É o que nós fazemos no sistema de segurança, através das inúmeras abordagens, das blitze que nós realizamos, inclusive nós temos uma unidade de estatística e análise criminal, que nós mapeamos as principais linhas onde estão sendo assaltadas as pessoas, nós mapeamos, inclusive, agora as paradas de ônibus, porque existem inúmeras modalidades de crime, e à medida em que a gente intensifica ainda mais as abordagens ao ônibus, eles começam a migrar pra outra modalidade, para cometer este crime”, analisou o secretário.

Fonte: G1 MA

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.