Servidores do Detran-MA fazem curso de libras para atender os portadores de deficiência auditiva

Teve início na quarta-feira, dia 16, e vai até o dia 6 de Dezembro, o curso de Libras oferecido pela Escola de Governo (EGMA) aos servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA). A iniciativa faz parte de um conjunto de medidas para melhorar o atendimento aos portadores de necessidades especiais.

Há três meses, a Ouvidoria do Detran-MA mantém um funcionário com conhecimento em LIBRAS (Lingua Brasileira de Sinais)  para atender os usuários que necessitem desse serviço. Esse agente facilitador tem sido de grande utilidade não só na  Ouvidoria, como também outros setores de atendimento.

“Diante dessa realidade, nós verificamos a necessidade de habilitar outros funcionários da área de atendimento. Por isso solicitamos junto a EGMA uma turma de formação em Libras para os servidores do Detran-MA”, explicou a Chefe do setor de Ouvidoria, Sue Ellen Farias.

Ao todo, quinze servidores estão participando do curso de Libras que está acontecendo na sede da EGMA, na Areinha, e tem carga horária de 60 horas. As aulas estão sendo oferecidas para servidores que trabalham no Atendimento Geral, na Vistoria, Habilitação, Divisão de tráfego, Divisão de Serviços Gerais, além de funcionários dos postos avançados do Shopping do Automóvel e de paço do Lumiar.

A solenidade de abertura do curso contou com a presença da Diretora da EGMA, Ceiça Nascimento, do Diretor Administrativo do Detran-MA, Domingos Ferreira, da Chefe da Ouvidoria Sue Ellen, além da Diretora Geral do Detran-Ma, Larissa Abdalla, que falou aos alunos sobre importância de se melhorar cada vez mais o atendimento ao público.

“São projetos como esse que reforçam a nossa responsabilidade social. E o Detran-MA quer contribuir para a formação de uma sociedade igualitária, mais justa para todos”, afirmou.

As aulas serão ministradas pelo professor Márcio Silva, que também é portador de deficiência auditiva. Ele é formado em Aperfeiçoamento em PRO-Libras, e já ministrou aulas no CAPS (Centro de Apoio a Pessoa com Sudez) e na Universidade Estadual (UEMA).

“O primeiro passo é mostrar que os portadores de deficiência auditiva não são pessoas menos inteligentes, apenas têm uma maneira diferente de perceber o mundo. Isso quebra preconceitos. É a partir daí que a verdadeira inclusão acontece”, destacou.

De acordo com a Diretora do EGMA, Ceiça Nascimento, o Curso Básico em Libras utiliza como metodologia aulas práticas, apostilas com conteúdo teórioco, e vídeos demonstrativos que vão deixar os servidores aptos à conversação através da linguagem de sinais.  “É importante que os participantes estejam cientes que a partir de agora eles são um instrumento de inclusão social, principalmente porque eles são servidores públicos que estão na linha de frente do atendimento à população”, afirmou.

Ações de Inclusão

O Detran-MA vem realizando uma série de ações que visam melhorar o atendimento e, ao mesmo tempo promover a inclusão social de pessoas portadoras de necessidades especiais.

No último dia 11, por exemplo, o Detran-Ma deu início ao curso de formação de Multiplicadores, que tem por objetivo capacitar voluntários, pessoas portadoras de deficiência, vítimas de acidentes de trânsito para participarem de ações educativas promovidas pelo órgão. E a partir do dia 23 de Dezembro, o Detran-MA vai disponibilizar as provas teóricas de habilitação em Libras para usuários que necessitarem dessa opção.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.