Secretário representa Governo no encerramento do Mutirão Carcerário

Sérgio Tamer representou a governadora Roseana Sarney no evento que encerrou o II Mutirão Carcerário do Maranhão. A solenidade de encerramento aconteceu, na tarde desta quarta-feira (28), no auditório da casa, na presença do presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJ), Jamil Gedeon de Miranda Neto; do coordenador do Programa “Começar de Novo” e presidente do Monitoramento, Acompanhamento, Aperfeiçoamento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça, desembargador Fróz Sobrinho; entre outras autoridades.

Segundo Fróz Sobrinho, dos 3.441 processos analisados no II Mutirão Carcerário do Maranhão, envolvendo capital e interior, foram concedidos 1.341benefícios, sendo 852 para condenados e 489 para provisórios. No primeiro mutirão, foram analisados 1.345 processos e 456 presos foram postos em liberdade, o que representou um percentual de 34%.

“Os resultados foram extremamente positivos. Agora, nesta segunda etapa, conseguimos abarcar muito mais processos. Ampliamos a quantidade de juízes, servidores e montamos um grupo de monitoramento. Por isso, tivemos um resultado positivo”, disse Fróz Sobrinho.

Jamil Gedeon destacou a necessidade de a Justiça maranhense dar uma atenção especial aos presos. “Neste segundo mutirão, trabalhamos com várias comarcas e inúmeras cidades, por isso tivemos um resultado ainda melhor. Precisamos uma política continuada de atenção aos presos de justiça”, disse Jamil Gedeon.

Na solenidade também teve a participação do juiz auxiliar do Conselho Nacional de Justiça, Luciano Rosekann. “O resultado foi super positivo e o mais importante é que despertamos para a necessidade de revermos os métodos para a melhoria do sistema carcerário”, afirmou Rosekann.

O Mutirão Carcerário é um projeto desenvolvido em parceria com o Conselho Nacional de Justiça e a participação dos poderes Executivo, Judiciário e outras instituições, cujo objetivo é garantir o respeito aos Direito e Garantias Fundamentais dos presos e egressos do sistema prisional e o efetivo cumprimento da Lei de Execução Penal.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.