Residentes de Psiquiatria da SES têm 16 trabalhos selecionados em ‘ 34º Congresso Brasileiro de Psiquiatria’

O Maranhão teve 16 trabalhos selecionados e apresentados no ‘34º Congresso Brasileiro de Psiquiatria (CBP)’, realizado em São Paulo de 16 a 19 de novembro. Os representantes do estado são alunos da Residência de Psiquiatria (RP) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que funciona no Hospital Nina Rodrigues (HNR).

 

O CBP é certificado pela WPA – Associação Mundial de Psiquiatria – e conta com ampla abrangência internacional, com participação de cerca de 20 países diferentes, além do Brasil, e apresenta mais de 160 sessões científicas com cerca de 450 palestrantes, psiquiatras cientistas e pesquisadores, sendo 50 deles do exterior. A Residência de Psiquiatria da SES teve todos os estudos inscritos selecionados, os quais fizeram parte dos cerca de 600 trabalhos apresentados em um espaço de aprimoramento profissional com conferências, aulas e debates sobre trabalhos e estudos inéditos.

 

O coordenador da RP, Dr. Gilberto Alves, foi um dos autores com estudo selecionados e viu o resultado de uma pesquisa de quatro anos, com abordagem sobre conexões cerebrais na esquizofrenia, ser reconhecida como um dos melhores do Brasil. O trabalho é fruto de sua pesquisa de Pós-Doutorado em parceria com a Universidade Federal do Ceará e a Universidade de Frankfurt, na Alemanha. “Acredito que essa é uma oportunidade de mostrar que psiquiatria no Maranhão tem evoluído e consegue dialogar com especialistas do restante do mundo”, considerou.

 

O congresso caracteriza também o ‘50º Encontro da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP’. Por sua grande representatividade, é considerado pela coordenação da Residência Psiquiátrica uma forma de mostrar que os alunos estão preparados para fazerem a diferença na assistência do estado. “Estamos na terceira turma da residência e tivemos trabalhos aceitos das três turmas. Acreditamos que a residência se constituiu como importante instrumento de formação profissional para suprir a carência de médicos psiquiatras que existia no estado”, concluiu o Dr. Gilberto Alves.

 

A estudante Gabriela Carvalho define como gratificante poder fazer parte desse momento histórico. “Esse é o congresso mais importante em nossa área e tivemos êxito em tudo que apresentamos. Isso representa que nossas turmas estão em um bom nível e, principalmente, que o estado irá ganhar profissionais competentes para prestar uma assistência de qualidade para a população”, ressaltou Gabriela Carvallho.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.