Preso suspeito de participar da morte de idoso no interior do Maranhão; vítima foi morta a tiros dentro de casa

Além de responder pelo crime de homicídio, o homem também foi autuado pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e tráfico de drogas.

No início da manhã desta quarta-feira (29), um homem foi preso suspeito de participação no homicídio de Amarildo Machado Cutrim, de 60 anos, que aconteceu no último dia 15 de junho, na cidade de Matinha, a 222 km de São Luís.

O homem foi preso em uma operação da Polícia Civil do Maranhão. Durante a ação policial, um segundo suspeito foi flagrado se evadindo de uma das residências alvo da operação pelo quintal e dispensado duas garrafas do tipo pet, contendo 232 porções de crack.

No imóvel alvo das buscas, os policiais encontraram uma arma longa de fabricação caseira, calibre .40, com 14 munições de idêntico calibre e diversas joias, óculos de realidade virtual. O homem foi autuado e flagrante pelo crime de tráfico ilícito de drogas.

Já o primeiro preso, além de responder pelo crime de homicídio, o mesmo também foi autuado pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e tráfico de drogas, pois em seu depoimento na delegacia informou que a droga apreendida na residência do comparsa, seria de sua propriedade.

A operação policial foi realizada pelas delegacias de Polícia Civil de Matinha, Arari, Penalva, 6ª Delegacia Regional de Viana com apoio do 36º Batalhão da Polícia Militar de Viana, Força Tática e Destacamento da Polícia Militar de Matinha.

Ainda de acordo com a polícia, no último dia 15 de junho, três pessoas também foram presas em flagrante durante uma operação integrada das Polícia Civil e Polícia Militar do Maranhão realizada na cidade de Matinha. Um dos presos também é investigado pelo homicídio de Amarildo Machado Cutrim.

O crime

Amarildo Machado Cutrim, de 60 anos, foi morto a tiros na madrugada do último dia 15 de junho, no povoado Olho d’Água, em Matinha.

De acordo com a Polícia Militar, homens não identificados, chegaram na casa do suspeito afirmando ser policiais militares. A esposa da vítima desconfiou da ação e não abriu a porta. Logo em seguida, os criminosos invadiram o local e efetuaram vários disparos contra Amarildo.

Segundo a polícia, a vítima ainda conseguiu atingir um dos suspeitos com um golpe de foice. Entretanto, os criminosos conseguiram fugir do local.

A vítima foi alvejada com vários disparos de arma de fogo na cabeça, costas, abdômen, braço e coxas. O corpo foi recolhido por familiares e levado para o Hospital Municipal de Matinha, onde passou por perícia.

Fonte: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.