Prefeitura firma parceria com Defensoria Pública para ações de valorização da primeira infância

Sensibilizar as pessoas sobre a importância da primeira infância como fase determinante do desenvolvimento humano e da construção de uma sociedade melhor. Essa é a proposta do projeto “Cuidar da Primeira Infância: Abrace esta ideia!”. A inicativa é idealizada pela Defensoria Pública do Estado do Maranhão e conta com a parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O pr! ojeto foi oficialmente lançado em solenidade na manhã desta quinta-feira (23), no auditório Paulo Freire da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

“O projeto visa sensibilizar governos e sociedade sobre a importância da primeira infância como fase determinante para o desenvolvimento humano, contribuindo, por meio de mobilização social, para construção de uma cultura do cuidar e para compreensão de que o desenvolvimento da criança é de responsabilidade de todos” disse o secretário de Educação, Moacir Feitosa.

O defensor público do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado do Maranhão, Jean Carlos Nunes Pereira, destacou que, a partir da adesão de diversas instituições, a ação transformou-se em um projeto de mobilização e intervenção social. “É importante que as pessoas entendam que a primeira infância é uma das pautas mais relevantes para o futuro da humanidade. Estimular a construção desta ideia possibilitará o desenvolvimento cognitivo adequado para a criança”, disse.

FORMAÇÃO

Na rede municipal de ensino, o projeto terá início com uma formação para comunidade escolar e um conjunto de atividades pedagógicas e de mobilização social para melhorar a qualidade de vida e de aprendizagem das crianças, fomentando, ainda, uma maior aproximação da família com a escola.

Na abertura do evento, as crianças da Educação Infantil da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Sofia Silva, localizada na Vila Passos, apresentaram a peça teatral “A Menina levada e a Serpente Encantada”, baseada no livro homônimo do escritor maranhense Wilson Marques.

Paralelamente, a Semed disponibilizou, na parte externa do auditório, atividades lúdicas para as crianças como contações de histórias, carro biblioteca e pintura facial. Os presentes ainda puderam participar de oficinas de teatro e campanha de doação de livros.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.