Redes Sociais

Prata e bronze :Brasil ganha duas medalhas na ginástica artística masculina

O Brasil conquistou duas medalhas na ginástica artística neste domingo. Diego Hypolito levou a prata no solo, enquanto Arthur Nory ficou com o bronze. O ouro ficou com o britânico Max Whitlock. Bicampeão mundial na prova, Diego nunca havia conquistado uma medalha olímpica. Até então, a única da ginástica brasileira na história dos Jogos havia sido o ouro de Arthur Zanetti nas argolas em Londres-2012.

— Só consegui essa medalha porque muitas pessoas confiaram em mim. Essa medalha não é só minha, é de vocês. Se na primeira Olimpíada eu caí de bunda e na segunda eu caí de cara, nessa eu caí de pé — disse Diego após a confirmação do segundo lugar.

Aos 30 anos e em sua terceira Olimpíada, a medalha renovou as esperanças de Diego, que prometeu treinar para os Jogos de Tóquio-2020.

– Todos têm o direito de levantar com a cabeça erguida e ir atrás de seus sonhos. Nunca deixem de ir atrás de seus sonhos. Essa medalha é um sonho realizado.

Diego agradeceu a sua irmã e a sua mãe, Daniela e Geni, e ao seu treinador Marcos Goto pela conquista.

— O Diego provou para todo mundo que falou mal dele que ele é capaz. Muita gente disse que ele não ia conseguir, mas conseguiu. Trouxe a medalha para a gente. Eles trabalharam muito para chegar nessa final. Nosso país está de parabéns, nossos atletas estão de parabéns — disse Marcos Goto. — Muitos disseram que ele ia quebrar antes, que não ia aguentar os treinos. Ele aguentou e chegou até aí – completou.

Por oglobo.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *