Polícia diz ter desarticulado quadrilha que assaltava bancos com explosivos

A Polícia Civil acredita ter desarticulado a quadrilha especializada em assalto a bancos no interior do Rio Grande do Sul. Na tarde desta sexta-feira (7/5) foram divulgados detalhes sobre a prisão de integrantes que utilizavam explosivos nos ataques.

Nesta manhã foi preso o responsável por detonar os cofres das agências, Ronaldo Mack, que foi pego quando chegava em casa, em Canoas, depois do assalto a um banco em Barra do Ribeiro nesta madrugada.

Segundo o titular da delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Juliano Ferreira, ele foi deixado em casa por outro assaltante, Vanderley Ghres, que conseguiu fugir. Além de Ghres, outros três criminosos estão foragidos, mas já foram identificados.

A conclusão se dá pelo mesmo modo de ação, sempre com explosivos, e pelo fato de Mack usar sempre a mesma roupa.

A quadrilha assaltou o Banco do Brasil de Barra do Ribeiro durante a madrugada. O ataque foi o oitavo desde o início de 2010. Na quinta-feira, o delegado Ferreira disse que em pelo menos seis deles foi o mesmo tipo de explosivo. A preparação do material é idêntica em todos os casos.

A quadrilha agiu da mesma forma todas as vezes, sempre com pelo menos quatro integrantes e ainda usa o mesmo tipo de arma. Antes de Barra do Ribeiro, o último ataque havia sido registrado na quinta, ao Banco do Brasil em Palmares do Sul.

A mesma quadrilha teria explodido bancos em Dom Feliciano, Dois Lajeados, Sertão Santana e Igrejinha, além de parte de supermercado no mesmo município, e é suspeita de atacar carro-forte em Tapes.

A organização da quadrilha desafia a polícia, que admite dificuldades para identificar os criminosos. Até mesmo a Polícia Federal decidiu auxiliar.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.