Plataforma ‘Souzinha’ vai facilitar o ensino e aprendizagem em Matemática

Uma interação social e conhecimentos matemáticos, tudo por meio de um aplicativo web, a plataforma ‘Souzinha’, que tem como objetivo facilitar o ensino-aprendizagem de Matemática. A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que fez o lançamento do aplicativo nesta quarta-feira (30), no Instituto de Educação, Ciência, Tecnologia do Maranhão (Iema), unidade plena de São Luís.

 

A ideia é que alunos, professores e monitores possam buscar a superação das dificuldades e construir bases públicas de conhecimento. O aplicativo integra as ações que a Secti irá desenvolver no ‘Biênio da Matemática 2017-2018 Gomes de Souza’, instituído por leis federal e estadual este ano.

 

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, explicou que a plataforma vai contribuir com a popularização da Ciência no estado. “Para que possamos melhorar os nossos indicadores e desmistificar a Matemática como ‘bicho de sete cabeças’, temos que deixá-la mais atraente aos estudantes, aprendendo de forma divertida e com mais tecnologia, facilitando para os estudantes do ensino médio e nível superior”, pontuou.

 

Presente ao lançamento, o representante do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Henrique Bursztyn, falou sobre a importância da iniciativa, principalmente para diminuir a retenção de estudantes em áreas mais técnicas, como nos cursos de Matemática, Física e Engenharias nas graduações. No ensino médio, ele ressaltou que com este modelo de plataforma há uma motivação para os jovens estudantes despertarem o interesse pela matemática.

 

“Às vezes a matemática é um gargalo na formação de recursos humanos, em áreas mais técnicas, principalmente nos primeiros anos de graduação. É um problema de vários lugares do país, e com essa iniciativa de uma plataforma on-line podemos mostrar a eficiência da disciplina em vários aspectos da sociedade para que as pessoas não desanimem, não repetindo cursos no começo da universidade. No ensino médio, o adolescente terá uma plataforma atraente que ele vai poder interagir e tirar suas dúvidas, com isso até atrair talentos nessa direção”, destacou.

 

O estudante Richardson da Silva, de 16 anos, afirmou não gostar tanto da Matemática, porém acredita que esta ferramenta vai ajudar muito no momento de dificuldade com a matéria. “Não tenho tanta afinidade com a matemática, mas essa plataforma vai ajudar muito, pois às vezes ficamos com algumas dúvidas nas aulas e com a plataforma já é um complemento no processo de aprendizagem”.

 

A plataforma de monitoria em matemática estará disponível em fevereiro, sendo acessada de forma gratuita. Os monitores serão universitários de várias instituições do estado, que receberão uma bolsa financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

 

Inauguração do auditório Joaquim Gomes de Souza

 

Na oportunidade, o secretário Jhonatan Almada inaugurou o auditório da unidade plena do Iema de São Luís, que passou por ampla reforma, que incluiu a substituição de poltronas de madeira por poltronas acolchoadas, sendo algumas cadeiras ergonômicas para pessoas com sobrepeso, pintura, colocação de carpete e rampas de acesso para pessoas com deficiência. O auditório recebeu o nome de Joaquim Gomes de Souza, o Souzinha, ilustre maranhense tido como o primeiro doutor em matemática do Brasil com reconhecimento internacional.

Exibindo Plataforma Souzinha_Divulgação_Secti.jpg

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.