PAGINA 3 E POLITICANDO

Crise no Senado 

 Petistas do Conselho de Ética

 se negam a votar contra Sarney

 

Delcídio Amaral, Ideli Salvatti e João Pedro, os três senadores que representam o PT no Conselho de Ética, se recusam a votar contra José Sarney (PMDB-AP). Em público, o líder petista Aloizio Mercadante diz que o partido discorda do arquivamento sumário das 11 ações protocoladas contra Sarney. Ele insinuou que o PT se aliaria à oposição, para desarquivar pelo menos uma ação, relacionada à edição de atos secretos.

 No entanto, em privado, a trinca de petistas com assento no conselho desdiz Mercadante e crivam o líder de críticas. Acusam-no de “jogar para a plateia”, de “fazer jogo de cena”. De resto, negam que o PT tenha decidido devolver Sarney à grelha.

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), arquivou sumariamente as 11 denúncias e representações contra Sarney com o argumento de que foram baseadas em notícias de jornais. A oposição, no entanto, entrou com recurso para desarquivar todas as ações.

As representações arquivadas tratam do suposto envolvimento do senador com a edição de atos secretos no Senado, da suspeita de que teria interferido a favor de um neto que intermediava operações de crédito consignado para servidores da Casa e de ter supostamente usado o cargo em favor da fundação que leva seu nome e mentido sobre a responsabilidade administrativa pela fundação.

As ações tratam ainda da denúncia de que Sarney teria vendido terras não registradas em seu nome para escapar do pagamento de impostos sobre as propriedades, de que teria sido beneficiado pela Polícia Federal com informações privilegiadas sobre o inquérito que investiga o seu filho, Fernando Sarney, e de negociar a contratação do ex-namorado de sua neta na Casa.

Além disso, a oposição pede que o senador seja investigado sobre a acusação de que teria omitido da Justiça Eleitoral uma propriedade de R$ 4 milhões.

Se as denúncias forem acatadas pelo conselho, as punições para Sarney vão desde uma simples advertência verbal até a cassação de seu mandato. A pena tem que ser decidida pela maioria dos conselheiros e em seguida referendada pela maioria do plenário.

Os recursos também têm que ser analisados pelo plenário do Conselho de Ética para o desarquivamento dos pedidos de investigação. A oposição tem cinco das 15 vagas titulares no conselho, por isso espera o apoio dos três senadores do PT para que as investigações contra Sarney sejam instauradas.

 

Movimento “Fora Sarney” prepara

 manifestações no país neste sábado

O movimento “Fora Sarney” prepara para este sábado protestos em diversas cidades do país pela saída do senador José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado. O movimento tem um perfil no Twitter e uma página na internet.

As manifestações serão realizadas a partir das 14h simultaneamente em São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Goiânia, Maringá, Londrina, Curitiba, Vitória e Recife.

Em São Luís, o protesto será realizado a partir das 9h, na praça João Lisboa. O horário diferente é devido à concentração de pessoas no centro da cidade aos sábados.

Os organizadores pedem que as pessoas vistam roupa preta e levem faixas, cartazes e bandeiras do Brasil.

No mês passado, o movimento realizou uma “passeata virtual” pedindo a saída de Sarney da presidência. Na ocasião, os integrantes do movimento enviaram um banner por e-mail, SMS, além de mensagens no Twitter, em blogs e em sites incluindo o termo “Fora Sarney” em protesto contra a permanência do peemedebista no comando da Casa. Também foram enviadas mensagens para os senadores.

Sarney sofre pressão para deixar a presidência do Senado por suspeita de tráfico de influência, ocultação de informações à Justiça Eleitoral, responsabilidade pelos atos secretos, além de supostas irregularidades na Fundação José Sarney, envolvida em denúncias de irregularidades com a Petrobras. Sarney nega as acusações.

Na semana passada, o presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), rejeitou as 11 acusações contra Sarney que foram apresentadas ao colegiado. A oposição recorreu da decisão de Duque.

População brasileira ultrapassa

 191 milhões, segundo o IBGE

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta sexta-feira que a estimativa da população brasileira chega a 191.480.630 de pessoas. A data de referência do levantamento é 1º de julho de 2009. Na projeção do ano passado, realizado em agosto, a população total estimada no país era de 189.612.814 de pessoas.

 

De acordo com o IBGE, São Paulo é a unidade da federação mais populosa, com 41,4 milhões de habitantes, seguida por Minas Gerais (20 milhões) e Rio de Janeiro (16 milhões). Nesses três Estados da região sudeste se concentram cerca de 40,4% da população brasileira.

 

Entre os municípios, São Paulo é a cidade mais populosa, com 11 milhões de habitantes, seguida pelo Rio de Janeiro (6,2 milhões) e Salvador (3 milhões). Se desconsideradas as capitais, os municípios brasileiros mais populosos são Guarulhos (1,3 milhão) e Campinas (1,1 milhão), no Estado de São Paulo, além de São Gonçalo (992 mil habitantes), no Rio de Janeiro, que estão nas três primeiras posições desde 2000.

 

Segundo o instituto, para a estimativa são consideradas as taxas da natalidade, mortalidade e migração. Os dados do IBGE consideram os 26 Estados do país e o Distrito Federal. São estimadas as populações de 5.565 municípios brasileiros.

 

A estimativa da população residente nos municípios é divulgada anualmente, em cumprimento ao que determina a lei complementar nº 59, de 22 de dezembro de 1988, e o artigo 102 da lei nº 8443, de 16 de julho de 1992.

 

As estimativas populacionais são importantes para o cálculo de indicadores econômicos e sociodemográficos. O parâmetro é, segundo o IBGE, usado pelo Tribunal de Contas da União na distribuição do Fundo de Participação de Estados e Municípios.

 

POLITICANDO

 

Pipoca cai  da  (I)

assessoria de Lobão

 

O assessor de comunicação do ministro Edison Lobão (Minas e Energia), Antônio Carlos Lima, foi exonerado hoje do cargo. “Pipoca”, como é conhecido, é supostamente envolvido no esquema de desvio de recursos da Petrobras pela Fundação José Sarney no Maranhão. Ele é braço direito de Lobão e já foi secretário do próprio Lobão e de Roseana Sarney, no primeiro governo dela.

 

Pipoca cai  da (II)

assessoria de Lobão


A exoneração foi publicada anteontem, no “Diário Oficial” da União. Segundo assessores do ministério, ele pediu para sair. Em 9 de julho o jornal O Estado de S. Paulo revelou que a mulher de “Pipoca”  teria sido sócia de uma empresa, a Ação Livros e Eventos Ltda., que recebeu recursos da fundação oriundos da Petrobras. Mas ele não fica no prejuízo total. Foi nomeado conselheiro da Eletrobrás.

 

Lideranças sugerem mudanças

 no transporte aquaviário

 

Lideranças políticas, comunitárias e estudantis de Alcântara entregaram aos deputados Pavão Filho (PDT) e Nonato Aragão (PSL) uma lista de reivindicações que tem como principal objetivo regulamentar e melhorar o serviço de transporte aquaviário que serve o município. As reivindicações foram apresentadas durante audiência pública realizada na Assembleia Legislativa. A audiência foi proposta pelo próprio Pavão Filho e teve como meta discutir a qualidade do serviço marítimo oferecido aos alcantarenses.


Victor Mendes defende

  ICMS Ecológico

 

      

O deputado Victor Mendes (PV) defende aimplantação no Estado do ICMS Ecológico como um instrumento eficaz de controle do impacto ambiental nos municípios. Ele encaminhou indicação à governadora Roseana Sarney, acompanhada de anteprojeto de lei sugerindoa regulamentação da matéria. “Farei gestão junto aos secretários para sensibilizá-los, irei até a governadora para defender esse projeto, e eu tenho certeza que o Governo fará, porque tem sensibilidade com o meio ambiente”, declarou.

DIRETAS

Com a saída do jornalista Antonio Carlos Lima da Assessoria de Comunicação do Ministério das Minas e Energia, já há quem ande pela cidade espalhando que ele pode vir ser secretário de Comunicação do Estado.

&&&

Antonio Carlos Lima, que todos  conhecem como Pipoca, foi secretário de Comunicação de  Lobão, de Roseana e conta com a torcida de muita gente, em decorrência do traquejo. É avesso a grosserias, além de ser competente.

&&&

Já para o lugar dele,  na assessoria do ministro Edison Lobão, ainda não há nome definido, até porque sua exoneração foi uma surpresa para muita gente.

&&&

Os vereadores Edivaldo Holanda Júnior e Osmar Filho, ambos do PTC podem disputar vagas na Câmara Federal. Os dois aproveitam sempre o tempo livre para viagens ao interior.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.