Microprojetos Culturais implantados no polo Barreirinhas

O Edital do Projeto Mais Cultura do Ministério da Cultura para a região do Semi-Árido Maranhense foi lançado, nesta quinta-feira (20), em Barreirinhas. Participaram do evento, o secretário de Estado da Cultura, Luís Henrique Bulcão e o representante do Ministério da Cultura (Minc) e coordenador do Projeto Mais Cultura, Jorge Clésio da Silva, além de artistas e produtores culturais das Regiões dos Lençóis Maranhenses e Baixo Parnaíba. 

O secretário da Cultura, Luís Bulcão, enalteceu as belezas das regiões e aproveitou para reafirmar a determinação da governadora Roseana Sarney em incentivar as ações na área cultural. “Está nas mãos do Estado dar oportunidade aos artistas das regiões de desenvolver suas potencialidades, seus dons culturais, dando suporte para que possam mostrar sua arte”, disse. Bulcão colocou a Secretaria da Cultura à disposição dos municípios maranhenses participantes do projeto, sobretudo, do pólo de Barreirinhas.

O lançamento contou, também, com a presença de representantes do Banco do Nordeste e coordenador de Ação Microprojeto Mais Cultura do Instituto Nordeste Cidadania, que co-financia o projeto, Lênin Rodrigues; prefeito de Barreirinhas, Milton Dias Rocha, o Miltinho; superintendente estadual do Projeto Mais Cultura, Cláudio Pinheiro; representante do Departamento de Cultura de Barreirinhas, José de Jesus Menezes; e técnicos do Departamento de Cultura de Barreirinhas,

No Maranhão, o projeto Mais Cultura beneficiará 45 municípios, que serão contemplados com ações que promovam a diversidade cultural, por meio de fomento e incentivo à cultura e artistas, grupos artísticos independentes e pequenos produtores culturais. O Edital destina R$ 490.310,60 para financiamento de projetos culturais.

 

Lançamento   

A solenidade de lançamento foi aberta pelo representante do Minc, Jorge Clésio da Silva, que destacou a importância do Edital e do projeto Mais Cultura para a região do semi-árido brasileiro. Citou o projeto como uma ação pioneira que contemplará 1.200 municípios de estados do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo. O financiamento total é da ordem de R$ 1,5 milhões.

O Mais Cultura, nas palavras de Jorge Clésio, abre um leque de opções, descentraliza e incentiva a política de fomento à produção sociocultural e artística. 

 

Inscrição

Podem se inscrever para concorrer no Edital, pessoas físicas que residam há pelo menos 2 anos no município onde pretenda realizar os projetos; pessoa jurídica que comprovem a realização de atividades socioculturais há pelo menos 1 ano e tenham sede no município onde realizará os projetos inscritos.

Serão contempladas todas as áreas artísticas. Os projetos podem ser inscritos em artes visuais, artes cênicas, música, literatura, audiovisual e artes integradas (essas quando utilizarem mais de uma linguagem artística no mesmo projeto). Os prêmios variam de um salário mínimo (R$ 465,00) até 30 salários mínimos (R$ 13.950,00).

Para Lênin Rodrigues, o Mais Cultura surge para impulsionar, por meio de microcréditos liberados pelo BNB, a economia da região através de ações sociais e da preservação da identidade cultural.

 

Capacitação

A equipe técnica da Secma inicia ainda nesta quinta-feira (20), às 16h, inscrições para processo de capacitação, por meio de oficinas de projetos, para serem oferecidos ao MinC e ao BNB, na busca de financiamento.  Na próxima terça-feira (26), os técnicos do Mais Cultura da Secma seguem para os municípios de Vargem Grande, São João dos Patos e Timon, onde serão iniciadas oficinas de capacitação de projetos.

Cada candidato deverá inscrever apenas um projeto e serão desconsiderados os entregues após dia 9 de setembro de 2009. A seleção será feita por uma Comissão formada por integrantes da Secretaria de Articulação Institucional e da Funarte, Secretaria da Cultura e representante da Sociedade Civil.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.