Líder das Farc pede que Trump apoie processo de paz na Colômbia

BOGOTÁ – O líder das Farc, Rodrigo Londoño, espera que os Estados Unidos soltem logo um membro da guerrilha que cumpre pena naquele país e que o presidente eleito Donald Trump mantenha o apoio do governo americano no processo de paz na Colômbia.

Rodrigo Londoño disse nesta sexta-feira que está preocupado pela segurança dos rebeldes que se desmobilize e considerou que os guerrilheiros poderiam ser assassinados por opositores ao processo.

Londoño falou com jornalistas estrangeiros um dia depois da assinatura de um novo acordo entre o governo e a guerrilha, com o que se busca por fim a um conflito armado de meio século.

O líder guerrilheiro disse que espera que os Estados Unidos libertem o rebelde Simón Trinidad, que cumpre uma pena por seu papel no sequestro de três americanos há uma década.

COMPARTILHE:

Comentários

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.