Laudo sobre causas da morte de Mariana será divulgado nesta quarta

Laudo será apresentado durante coletiva na manhã desta quarta-feira.
Exame vai reforçar as provas periciais e elucidar o crime, diz polícia.

O laudo do Instituto de Criminalística (Icrim) referentes a morte da publicitária, Mariana Costa está pronto e será divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) na manhã desta quarta-feira (23), às 9h, no Auditório Leofredo Ramos – Outeiro da Cruz.

A publicitária foi morta, de acordo com as primeiras investigações, por esganadura e/ou sufocação. O principal suspeito do caso, Lucas Leite Ribeiro Porto, marido da irmã de Mariana Costa, assumiu a autoria do crime durante interrogatório, registrado na presença de três advogados e do delegado responsável pela Superintendência Estadual de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), Leonardo Diniz.

A motivação seria uma atração que ele tinha por Mariana. O prazo para conclusão do inquérito encerra nesta quarta-feira (23) e na oportunidade os investigadores devem apresentar os laudos técnicos para a imprensa com a finalidade de reforçar as provas periciais e elucidar o crime.

O delegado-geral Lawrence Melo chegou a afirmar ao G1, anteriormente, que existe a possibilidade de haver a reconstituição dos fatos do dia do crime. “Depende da avaliação que os delegados que presidem o inquérito farão sobre a análise de todas as provas”, concluiu Lawrence Melo na época.

Parentes entregam provas
As roupas usadas pelo empresário Lucas Porto, 37 anos, no dia do homicídio contra a sobrinha-neta de Sarney, a publicitária Mariana Costa, 33 anos, foram entregues, na tarde dessa quarta-feira (16), à Polícia Civil do Maranhão pelos próprios parentes do assassino confesso. Desde segunda-feira (14), os policias estavam à procura deste material para reforçar as provas na investigação.

As peças, uma camisa branca e uma calça jeans azul, estavam no próprio condomínio onde Lucas Porto mora e é o síndico, no bairro Ponta d’Areia, em São Luís (MA). Desde segunda-feira os policiais buscavam as roupas, mas sem sucesso. Parentes de Lucas Porto disseram que as encontraram em um apartamento que não está sendo utilizado e pertence ao pai do acusado.

Confissão
Lucas Porto confessou, nessa quarta-feira (16), que matou Mariana Costa. Porto era cunhado da vítima. A motivação seria uma atração que ele tinha por Mariana. As informações foram divulgadas pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, em entrevista coletiva.

“Houve violência de natureza sexual. Esta foi à manifestação dele. Negou no primeiro momento a autoria do crime, mas declinou agora. Contudo, não muda nada na ação da polícia. Tudo que estava previsto para ser feito vai ser feito. Ele disse que tinha paixão incontida pela cunhada. Mas seguimos com as investigações”, afirmou o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela.

Homicídio
A filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney foi morta asfixiada com um travesseiro. Principal suspeito do caso, Lucas Porto foi preso logo depois do crime. Logo no início das investigações, ele negou ser o autor do crime. No entanto, acabou confessando na quarta-feira (16) em depoimento na Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoa (SHPP).

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.