Holanda: governo impede carentes de entrar em escola

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Edivaldo Holanda (PTC), denunciou na manhã desta quinta-feira (27) que estudantes estão sendo barrados na porta de uma escola pública, porque não têm farda.

Para o deputado, trata-se de um crime contra a legislação federal porque estudantes não podem ser impedidos de entrar em sala de aula, em razão de não terem farda. “São alunos pobres, gente humilde que busca de forma angustiante uma vaga na escola”, observou Edivaldo Holanda, fazendo um apelo para que o Governo do Estado tenha mais sensibilidade e determine à diretora da escola a receber todos os alunos que ficam impedidos de ter acesso à escola.

Edivaldo Holanda advertiu que o mais grave, narrado na reportagem do jornal, é que há manifestação do secretário de Educação dizendo que o fardamento completo custa R$ 25. “Não Acredito! Eu acho que é mais, porque uma blusa, uma calça e um tênis não têm como custar R$ 25”, afirmou o parlamentar, explicando que a determinação continuará em vigor na escola, prejudicando diversos alunos da instituição.

Segundo a direção da escola, não há motivos para mais flexibilidades, porque os pais já foram chamados para comparecerem à escola onde estão sendo realizadas reuniões de pais e professores. “Os alunos estão sendo obrigados pelo governo a comprar fardas e, se não o fizerem, ficam do lado de fora! Portanto, estamos diante de um governo que diz que cuida das pessoas. Mas na realidade está mesmo é perseguindo as pessoas”, enfatizou Edivaldo Holanda. Ao encerrar o seu discurso, o deputado acrescentou que todos os segmentos importantes da administração estadual estão acéfalos, e que o governo do Maranhão dá sinais de que está atuando sem nenhum planejamento.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.