Helena fala sobre reivindicações e denúncias de enfermeiros

Em discurso na Assembleia Legislativa, a deputada Helena Barros Heluy (PT) falou sobre a audiência pública que abordou o tema “O Poder do Cuidado”, coordenada pela Comissão de Saúde do Legislativo e que reuniu profissionais da área no Auditório Fernando Falcão (quinta-feira,13). A audiência foi solicitada pela Associação Brasileira de Enfermagem no Maranhão para marcar as atividades da 71ª Semana da Enfermagem.

Autora do Requerimento que levou à audiência, a deputada petista enfatizou, entre outros pontos da discussão a estatística que mostra o Maranhão com o menor número de enfermeiros do país e adiantou que é uma questão “urgente, inadiável e representa uma tomada de atitude política pela classe política maranhense, sobretudo dos que fazem o parlamento”.

Os profissionais de enfermagem também questionam como o Poder Público e o setor privado recrutam enfermeiros empregados para o cuidado dos doentes e, ainda, qual é a estrutura da carreira no Estado e nos municípios.

Segundo Helena, as maiores reivindicações desses profissionais são jornada de trinta horas e salário decente. Eles argumentam que, apesar de o Brasil ter assinado, desde 2003, o Pacto do Trabalho Decente, da OIT, a categoria ainda reclama a materialização desse pacto.

“Disseram que essa reivindicação já vai para mais de 40 anos”, observou Helena, acrescentando a preocupação dos enfermeiros com a saúde dos próprios profissionais de saúde.

Segundo a parlamentar, durante a audiência foi denunciado o sucateamento do Hospital Carlos Macieira, a inexistência de piso salarial daqueles que têm a responsabilidade de zelar pela vida e pela saúde de milhares de pessoas.

“Quando temos de ser submetidos a um tratamento, sequer nos apercebemos que muitos destes trabalhadores não têm ainda assegurado um piso salarial, porque ainda não está definido por força de lei”, afirmou Helena, dizendo, ainda, que, em todo o país, a categoria reivindica Plano de Cargos e Salários para os enfermeiros.

Ela salientou que não poderia de partilhar com os demais parlamentares as discussões da audiência e informou que as atividades da 71ª Semana do Enfermeiro seguem até dia 20 deste mês.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.