Governo pode suspender o Enem em caso de tumulto, diz ministro

prefeiO ministro da Educação, Mendonça Filho, participou da coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira (04) para explicar questões sobre a realização do . O exame acontece neste sábado (5) e domingo (6) e já está marcado por polêmicas.

Em sua fala, o ministro disse que está conversando com todos os governadores, para que “garantam a dos estudantes que farão a prova do Enem”. Ele ainda explicou que essa será feita de forma individual, adotando um procedimento para cada local, de acordo com as exigências.

“Já adotamos a medida preventiva de não realização do Enem nos locais ocupados para preservarmos a segurança do Enem. O cuidado é total”, disse. Mendonça Filho ainda comentou que uma das medidas que poderão ser tomadas é a suspensão do exame em caso de “qualquer tumulto” durante a prova. “Fazemos um apelo ao bom senso das pessoas que têm esse tipo de atitude”, acrescentou.

A gente não vai criar uma situação onde a PM vai ser solicitada para, por exemplo, ficar dividindo aqueles que querem paralisar a prova daqueles que querem se submeter à prova.”

Mendonça Filho destacou que a preferência é que o número de estudantes que farão o Enem em dezembro cresça do que colocar em risco a segurança.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, complementou afirmando que a polícia não deve ocupar nenhuma escola, aproveitando para ressaltar que “todos os alunos que estavam destinados a um lugar que porventura esteja ocupado, a eles está garantido o direito de prova [em nova data]”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.