Fórum de Timon divulga relatório de atividades

A Comarca de Timon divulgou relatório das atividades desenvolvidas em 2021, em um documento que indica todos os dados alcançados pelas unidades, judiciais e administrativa, instaladas no Fórum Amarantino Ribeiro Gonçalves. Entre os destaques, está a produtividade da Secretaria Judicial Digital – SEJUD, que realizou um total de 431.976 atos judiciais, sendo 60 mil movimentações e 371.976 tarefas. A SEJUD Polo de Timon é composta por 21 servidores que atuam em aproximadamente 18 mil processos judiciais eletrônicos que tramitam no sistema Pje.

Integram a Comarca de Timon, as juízas Raquel Araújo Castro Teles de Menezes (1ª Vara Cível); Susi Ponte de Almeida (2ª Vara Cível); Rosa Maria da Silva Duarte (Vara da Família); e os juízes Simeão Pereira e Silva (Vara da Infância e Juventude); Weliton Sousa Carvalho (Vara da Fazenda Pública); Rogério Monteles da Costa (1ª Vara Criminal); Edmilson da Costa Fortes Lima (2ª Vara Criminal); Paulo Roberto Brasil Teles de Menezes (3ª Vara Criminal); José Elismar Marques (Vara de Execução Penal); e Josemilton Silva Barros (Juizado Especial Cível e Criminal).

Também em 2021, os juízes e juízas de Timon realizaram 391 audiências de custódia de presos, em flagrante, em dias úteis ou durante o plantão judicial nos fins de semana e feriados. O serviço de Plantão Judiciário destina-se a prestar jurisdição de caráter urgente, nas esferas cível e criminal, nos períodos em que não houver expediente forense.

Foram proferidas, no período, 5.891 sentenças e 30.137 decisões/despachos, com 3.710 audiências realizadas. A Comarca de Timon recebeu 7.730 novos processos e arquivou 9.236 ações, um superávit de 19,48%.

SUSTENTABILIDADE

Ao longo de 2021, a Diretoria do Fórum fortaleceu as ações do Projeto “Fórum Verde”, iniciativa que visa estimular a comunidade forense a adotar práticas sustentáveis. Foram destinados 16 kg de papel/papelão para reciclagem junto ao projeto EcoCEMAR, convertidos em descontos na fatura de energia elétrica da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados – APAC.

“Tivemos uma significativa e constante redução no uso de papel em razão da virtualização dos processos judiciais e do atendimento remoto, instituído em virtude da pandemia de Covid-19”, pontua o juiz Rogério Monteles da Costa. Em 2021, a comarca também conquistou uma redução de 71% do consumo de água do Fórum, em comparação com o ano anterior.

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.