Evangélicos ficam soterrados em gruta durante celebração no Tocantins

Uma gruta desabou e religiosos ficaram soterrados em Santa Maria do Tocantins, região central do estado, nesta terça-feira (1º). A informação foi confirmada pelos Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil e pela prefeitura da cidade. Conforme os órgãos, os moradores estavam reunidos no local celebrando o Dia de Todos os Santos, tradição há mais de 50 anos na cidade. Não chove no local.

Os Bombeiros de Colinas do Tocantins disseram que foram acionados por volta das 11h e que três equipes foram para o local. Segundo a corporação, pelo menos 50 pessoas estavam na hora do desabamento. Os Bombeiros confirmaram que há ao menos 10 mortos e quatro feridos. As vítimas foram levadas para hospitais de Pedro Afonso, Guaraí e Palmas.

O helicóptero da Secretaria de Segurança Pública (SSP) está a caminho de Santa Maria para ajudar no resgate das vítimas.

A prefeita da cidade, Helen Rute de Freitas, disse que a gruta fica numa região conhecida como Casa de Pedra, a cerca de 10 quilômetros da cidade, e que a celebração é tradição entre os moradores. A missa, segundo ela, é realizada na frente da gruta, mas muitas pessoas entram no local para rezar e acender velas.

“Nunca imaginávamos uma tragédia desse porte. É desesperador”, lamentou a gestora.

Ela disse que toda a cidade está mobilizada. “Enviamos carros, pessoas, máquinas. Entramos em contato com prefeitos de cidades circunvizinhas, que também estão dando suporte”, explicou.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, algumas vítimas já foram levadas para o hospital de Pedro Afonso, para o hospital de Guaraí e para o Hospital Geral de Palmas. A Secretaria disse também que colocou os profissionais em alerta para receber os feridos.

No domingo (30), após a confirmação da vitória de Edivaldo, o “titi Fábio” foi visto em uma casa de festas de São Luís que estava aberta a convidados, comemorando a reeleição do filhote de Flávio Dino.

Fábio Câmara, como político, termina o seu mandato como vereador bananeira, vendido. Além de sair muito menor do que entrou. Como homem, fica conhecido por alguém que tem preço e que sempre está disposto a ser vendido, basta apenas dar-lhe o valor.

Nada tão ofensivo a quem vive uma vida de aventura, de traições – traiu Jura Filho, Ricardo Murad e o povo -, precisando destas deficientes bengalas para se segurar na vida.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.