Espetáculo pernambucano Cordel do Amor Sem Fim comemora 13 anos de existência com apresentações gratuitas em São Luís

Peça premiada do repertório do grupo O Poste Soluções Luminosas chega a São Luís no mês de agosto graças ao incentivo do Funcultura

O espetáculo pernambucano Cordel do Amor sem Fim é sucesso de público e crítica. Estreou em 2009 e cumpriu temporadas no Recife e no Uruguai e participou dos principais festivais nacionais e internacionais de teatro do Brasil.

Para comemorar seus 13 anos de vida e resistência, o grupo O Poste Soluções Luminosas levará a montagem para o Pará (Belém) e Maranhão (São Luiz), cidades ainda não visitadas pela peça.

“Escolhemos esses estados pela relação com a estética e o universo do espetáculo: a cultura popular, a negritude, o imaginário do rio, o ritmo musical, as histórias de amor e a ancestralidade”, afirma a atriz e produtora Agrinez Melo.

A primeira parada foi em Belém. Nos dias 18 e 19 é a vez de São Luís receber o espetáculo.

Com foco nas comemorações do espetáculo, o projeto ainda prevê ações em tempo real, através de vídeos curtos dos bastidores da circulação. O videomaker Talles Ribeiro alimentará o Instagram do grupo com conteúdos para o público e seguidores.

O projeto é inclusivo e conta com uma equipe de coordenação em acessibilidade comunicacional em cada estado, garantindo a presença de um intérprete de libras em uma das apresentações de cada cidade.

A coordenação geral desta circulação é da produtora, atriz e arte-educadora Agrinez Melo, proponente do projeto. A realização é do Grupo O Poste Soluções Luminosas, com incentivo do Funcultura.

Sinopse:

A história se passa na cidade de Carinhanha, sertão baiano, às margens do rio São Francisco, onde vivem três irmãs – a misteriosa Madalena, a dissimulada Carminha e a jovem Tereza – por quem José é apaixonado. Drummondianamente, Carminha ama José, que ama Tereza que ama Antônio, um viajante forasteiro por quem ela se apaixonara no porto da cidade, exatamente no dia em que um almoço marcaria seu pedido de casamento feito por José. Toda a trama então se desenrola em função do tempo de espera de Tereza pela volta de Antônio que vai interferindo na vida dos personagens de forma decisiva. Com final surpreendente dentro da poética do cordel, Tereza de tanto esperar seu amor acaba virando pedra às margens do rio São Francisco.

Baseado em fatos reais, com texto da dramaturga baiana Cláudia Barral e dirigido por Samuel Santos. A peça é vencedora de nove prêmios nacionais e já participou dos principais festivais internacionais.

Trajetória do espetáculo:

Cordel do amor sem fim estreou em 2009 e em 2022 completa 13 anos. Cumpriu temporadas no Recife, Uruguai e participou   dos   principais festivais internacionais e nacionais de teatro do Brasil como: FILO (PR), Brasília Cena Contemporânea (DF), POA (RS), Festival BNB de Artes Cênicas (CE), Bienal Nacional Potiguar de Teatro (RN), Janeiro de Grandes Espetáculos (PE), II Festival Sergipano de Teatro (SE), Festival do Riso (PB), Palco Giratório (PB e PE) e FITA (RJ).

Na Bienal Nacional Potiguar de Teatro Natal (RN) recebeu os prêmios de Melhor Cenografia (Samuel Santos), Melhor Ator (Thomás Aquino) e Melhor Atriz Coadjuvante (Agrinez Melo). 

No Festival Janeiro de Grandes Espetáculos: Atriz (Naná Sodré, Atriz Coadjuvante (Agrinez Melo), Ator (Thomás Aquino, Sonoplastia (Diogo Lopes) e Direção (Samuel Santos).

E em 2011 o grupo foi contemplado com 02 prêmios nacionais pela FUNARTE são eles: Prêmio de Teatro Myriam Muniz 2012 e Prêmio PROCULTURA de estímulo ao Teatro 2010, ambos possibilitaram a circulação do espetáculo Cordel do Amor Sem Fim por 5 Estados e 20 cidades banhadas pelo Rio São Francisco. 

Ficha técnica:

Texto: Claudia Barral

Encenação e Cenografia: Samuel Santos

Produção: O Poste Soluções Luminosas

Atuação: Agrinez Melo, Roberta Mharcina, Naná Sodré e Madson de Paula

Preparadora Vocal:  Naná Sodré

Músicas Josias Albuquerque

Concepção de figurino: Agrinez Melo

Execução de figurino: Agrinez Melo e Vilma Uchôa

Diretor de Arte: Fernando Kehrle

Design de Luz: Samuel Santos

Operação de Luz e assistência de montagem: Samuel Santos

Sonoplastia, violão, efeitos, instrumentos de bambu didgeridoo: Diogo Lopes

Efeitos Percussivos: O elenco

Contrarregra: Talles Ribeiro

Videomaker, designer gráfico e gerenciador de mídias sociais: Talles Ribeiro

Filmagens: I pele ti O Dun

Produtora local (Belém): Romana Melo

Assessoria de imprensa: Cleyton Cabral

Sobre o grupo:

O Poste Soluções Luminosas é um coletivo pernambucano formado pelos artistas negros Agrinez Melo, Naná Sodré e Samuel Santos. Suas produções artísticas e pesquisas teatrais são calcadas no resgate da matriz africana como base de uma ancestralidade corporal e vocal, traçando um paralelo entre as incorporações dos Orixás nos terreiros de Candomblé e Umbanda pelo viés artístico teatral. Em 2014, o grupo estreou com a lei de incentivo às artes cênicas de Pernambuco o espetáculo Anjo Negro, de Nelson Rodrigues, participou do 20º  Festival Internacional Janeiro de Grandes Espetáculos e as atrizes Agrinez Melo e Naná Sodré dividiram o prêmio de atriz coadjuvante de 2014. No mesmo ano o grupo inaugurou o seu espaço cultural na capital pernambucana, o Espaço O Poste e cumpriu a temporada do espetáculo Ombela, texto escrito pelo angolano Manuel Ruy, além do espetáculo solo A Receita, com texto e direção de Samuel Santos e atuação de Naná Sodré. Os integrantes d’O Poste participaram da residência “A Arte Secreta do Ator”, com Eugênio Barba e Julia Varley; além de outras formações com nomes importantes como Lina Della Rocca (Teatro Ridotto-Itália); Iben Nagel, entre outros. Com o objetivo de visibilizar artistas negres do estado de Pernambuco e do país, o grupo criou e vem produzindo o Festival Luz Negra: o Negro em Estado de representação e a Mostra PretAção – Mostra de mulheres negras e afropindorâmicas, traduzindo assim uma trajetória de sucesso e de fortalecimento da cultura preta na cena teatral pernambucana.

Serviço:

Espetáculo Cordel do amor sem fim – Circulação Nacional

Quando: 18 e 19 de agosto

Horário: 19h

Onde: Teatro João do Vale

Ingressos: Gratuíto

Contato:

Agrinez Melo (atriz) — 81 99505.4201

Naná Sodré (atriz) — 81 98649.6713

Samuel Santos: (diretor) — 81 9848.48421

Cleyton Cabral (assessor de imprensa) — 81 99680.5177

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.