Deputado Edivaldo Holanda faz apelo em favor dos funcionários da Uema

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Edivaldo Holanda, formulou, na manhã desta quarta-feira (28) um apelo à governadora Roseana Sarney para que ela encaminhe, o quanto antes, uma mensagem ao Poder Legislativo favorável aos servidores da Universidade Estadual do Maranhão. O deputado solicitou que a governadora faça chegar à Assembleia uma medida provisória contendo o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos servidores da Uema.

“O governo fez promessas e não cumpriu. Mas ainda há tempo para fazê-lo; então, faço apelo à governadora Roseana para que ela mande a esta Casa a medida provisória contendo o Plano de Cargos e Carreiras dos trabalhadores da educação da Uema”, declarou Edivaldo Holanda.

Em seu pronunciamento, o deputado aproveitou o transcurso do Dia Nacional da Educação – 28 de abril – para reafirmar sua solidariedade aos servidores da Uema e para denunciar que, por falta de investimentos na área educacional, os trabalhadores da educação não têm motivos para celebrar a data no Maranhão.

Edivaldo Holanda foi enfático ao afirmar que os trabalhadores da Uema estão fazendo um pedido elementar, já que eles não foram contemplados no Plano de Valorização do Servidor do governo. “Eles foram considerados como resto e, como resto, recebendo apenas o salário mínimo. São pessoas qualificadas, a quem o governo fez promessas e não cumpriu”.

O deputado observou ainda que o governo não somente não cumpriu, como também não tem recebido os representantes da categoria, sequer para um diálogo. E agora os estudantes apelam para que o governo faça um acordo com os servidores da Uema. “São 30 mil alunos sem aula. E hoje é o Dia da Educação, mas não há o que possam comemorar nem os servidores da Uema nem os demais trabalhadores da educação do Estado do Maranhão”, acentuou Edivaldo Holanda.

Ao final de seu pronunciamento, o deputado lamentou a insensibilidade do governo, e reafirmou seu apelo para que a governadora Roseana dê atenção às reivindicações apresentadas pelos trabalhadores da educação na Uema.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.