Cutrim: todos os municípios do MA receberão novas viaturas

O deputado Raimundo Cutrim (DEM) afirmou na sessão desta quinta-feira (15) que todos os municípios do Maranhão receberão novas viaturas para reforçar o combate à criminalidade no estado. Como ex-secretário de Segurança Pública, ele informou que 300 viaturas foram adquiridas pelo governo Roseana Sarney e estão sendo enviadas para o interior do estado.

 

“Alguns municípios vão receber duas viaturas. A governadora vai entregá-las de acordo com as regionais, independente de solicitação de deputado, de prefeitos e de secretários. Antes de sair da secretaria deixei 103 pagas, e elas devem chegar até a próxima semana”, declarou Raimundo Cutrim, informando que 87 veículos serão encaminhados aos municípios e outras 16 ficarão de reserva para casos de emergência.

 

REFORMA AGRÁRIA

 

Ainda em seu pronunciamento, o parlamentar também criticou o atual modelo de reforma agrária, em resposta aos discursos dos deputados Valdinar Barros (PT) e Domingos Paz (PDT). “Quando jovem, na Polícia Federal, trabalhei em Conceição do Araguaia e vi pessoas que vinham de outros estados, coordenadas por invasores conhecidos nacionalmente, e tão logo recebiam o título de propriedade vendiam a terra para o próprio fazendeiro. E hoje essa ideia de distribuição de terra ficou comum”, declarou.

 

Raimundo Cutrim disse que não se pode aceitar que as pessoas simplesmente invadam as terras, já que a própria Constituição determina que o Estado é responsável pelo seu patrimônio. Segundo ele, nas grandes invasões, tanto urbanas como no interior, quase 100% das pessoas que delas participam vendem os terrenos que recebem, por isso deveria haver uma mudança na atual legislação.

 

“Tem que haver um período de cinco ou dez anos para que essas pessoas possam vender seus terrenos. Dessa maneira pode se ter uma reforma agrária decente. No modelo que está, vão continuar invadindo”, enfatizou ele.

 

O deputado informou que quando assumiu a Secretaria de Segurança Pública havia mais de 40 mandados de reintegração de posse engavetados e ele determinou o cumprimento dessas decisões judiciais em 24 horas. “Se o juiz determina a polícia tem obrigação de cumprir o mandado de reintegração de posse e a polícia não tira ninguém. O que nós temos que deixar isso bem claro é que a polícia apenas dá suporte ao oficial de justiça”, esclareceu ele.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.