Chico Leitoa destaca ato público contra cassação de Jackson Lago

O deputado Chico Leitoa (PDT) fez um convite a todos os integrantes dos partidos de oposição ao governo do estado para que participem, amanhã, de um ato público de um ano contra a cassação do ex-governador Jackson Lago (PDT). A solenidade acontecerá às 9h, no auditório Fernando Falcão, na Assembleia Legislativa.

 

O ex-governador deixou o mandato após um período de dois anos, três meses e dezesseis dias, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgar factíveis denúncias de abuso de poder político.

 

Utilizando uma metáfora, Leitoa chegou a comparar a saída de Jackson Lago do governo a um médico que realizaria uma cirurgia por quatro horas, mas que duas horas após iniciada acaba sendo interrompida. “Com duas horas e quinze minutos chega um grupo, seja lá de onde for, e tira o médico na marra, interrompe a cirurgia e ninguém vai poder responsabilizar esse médico pelo destino do paciente”, argumentou.

 

A comparação, segundo o parlamentar, serviu para argumentar que devido a determinação do TSE o ex-governador não poderia ser avaliado pelo período que esteve à frente da administração estadual. “O Brasil, e o Maranhão principalmente, viram os votos legítimos dos maranhenses anulados através de uma ação do TSE. E analisar, avaliar o governo do Doutor Jackson Lago é praticamente impossível na medida em que ele tinha um mandato de quatro de anos e foi interrompido”, disse.

 

No entanto, o próprio parlamentar listou alguns avanços realizados na gestão do ex-governador, entre eles o início do projeto que institucionalizaria o regime integral na rede pública de ensino.

 

“Ele não pode ser avaliado, porque não cumpriu com todo o seu mandato e no que for executado para a população, principalmente a mais necessitada existem grandes avanços na saúde, na educação, que iria permitir que a educação tanto do Estado como dos municípios, fossem levada a efeito de forma sintonizada para que o Maranhão elevasse seus níveis de educação”, finalizou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.