Alberto Franco ressalta iniciativas em prol da educação

O deputado Alberto Franco (PMDB) disse na sessão desta terça-feira (04) que, se aplicadas, as propostas por ele apresentadas na Assembléia Legislativa podem surtir um efeito magnífico no processo de ensino-aprendizagem. “Tenho dado contribuição significativa em busca da qualidade do ensino público”, disse.

Em discurso da tribuna, Alberto Franco declarou que quando o deputado César Pires (DEM) era secretário estadual de Educação ele esteve em seu gabinete para tratar da proposta que cria a Escola de Residência Pedagógica, para formar uma elite de professores e orientadores pedagógicos para capacitar docentes do interior do estado, a exemplo do que ocorre na residência médica.

“Também propomos que na estrutura das escolas tivesse permanentemente um psicólogo e um assistente social. Está provado que é na escola que muitos jovens se perdem, na convivência com outro aluno que tem a má índole, que já tem a tendência para o caminho das drogas, pela desagregação familiar. É na vivência escolar que eles conseguem rumar para o caminho desejado”, justificou o deputado.

Alberto Franco informou que propôs agora a criação da Brigada Escolar, para que os alunos, os professores e o corpo administrativo possam se sentir seguros dentro do ambiente escolar. “Já estamos trabalhando com o Conselho Regional de Biblioteconomia pela universalização das bibliotecas nas escolas, proposição que colocamos para a aprovação do plenário, porque ainda no Maranhão e em alguns estados se tem o prédio escolar como escola”, acrescentou.

Ressaltando que escola é um conjunto de elementos que vai convergir na produção da educação de boa qualidade – incluindo biblioteca, laboratório de pesquisa, extensão, corpo discente, docente e administrativo, Alberto Franco declarou que a escola tem que ter profissional de biblioteconomia, biblioteca estruturada para permitir que o aluno possa ter técnica de pesquisa, de leitura.

Ele aproveitou para propor que o desempenho escolar dos alunos seja averiguado e os 10 que mais se destacarem tenham o ensino superior custeado pelo Estado. Segundo ele, essa premiação funcionará como incentivo para que o aluno possa estudar de fato e buscar o conhecimento.

LAN HOUSES

Ele concluiu seu pronunciamento falando de uma lei de sua autoria que trata do disciplinamento do uso de lan houses e está sendo motivo de debate em todo o país. “Essa lei está sendo mencionada no Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, e é uma lei que foi construída aqui neste Parlamento, aprovada por nós, para proteger a sociedade, os estudantes e o próprio proprietário”, disse.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.