EDIVALDO HOLANDA CRITICA, MAS

TODOS SÓ NOMEIAM OS ALIADOS

             

O deputado Edivaldo Holanda (PTC) acusou  ontem, 6, o governo estadual de fazer uso político dos cargos de direção nas escolas da rede pública estadual. Segundo ele, diretores com larga experiência na área estão sendo demitidos para dar lugar a cabos eleitorais. “Isto é um crime contra a Educação”, assinalou.  Observadores políticos, entretanto, ontem mesmo , disseram que todos os governos, como o de José Reinaldo  e  de Jackson Lago só  nomearam para cargos  de diretores de escolas, ou de outras repartições, pessoas que são suas aliadas.

  O deputado Edivaldo Holanda disse que “não  podemos misturar política com educação. No governo Jackson Lago, lutei ao lado do secretário [de Educação] Lourenço Vieira da Silva para não deixar a política entrar na sala de aula.
Edivaldo Holanda recebeu nesta semana, na Assembleia Legislativa, uma comissão de professores do município de Urbano Santos, que solicitou a sua interseção para discutir o assunto com o secretário de Educação César Pires. Ele afirmou que reunir-se-á amanhã com o secretário. De acordo com Holanda, a situação é tão grave que alunos revoltados chegaram a quebrar escolas em protesto contra as demissões.

Holanda fundamentou sua crítica citando a demissão de três diretores no município Urbano Santos. Na Unidade Integrada Chagas Araújo foi demitida a professora Nilma, diretora há 22 anos da instituição. A Unidade Integrada Esther Flora de Araújo perdeu uma diretora com 20 anos de função. Na escola Andrelina dos Santos Carvalho foi exonerada a professora Maria Piedade da Mata Monteles, no cargo há 20 anos. “Fizeram isso por mera política, desestruturam o processo de educação, um projeto que estava em desenvolvimento”, analisou.

                        NINGUÉM  NOMEIA ADVERSÁRIOS

       Contradizendo o deputado Edivaldo Holanda,  um deputado declarou que “os governos devem nomear pessoas competentes para ocupar cargos públicos , no sentido de que melhor sirvam à população. Agora, é certo que nenhum político  produz nomeação de adversários para integrar sua administração. Asasim sendo, a governadora Roseana está certa ao trocar diretores de escolas e de outros órgãos, desde que os sustitutos sejam competentes”

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.