Zezé Mota dispara, Antonio Pompeo teria morrido de “tristeza”,

Os atores negros no Brasil não representam quantitativamente o percentual genético populacional. Conta-se nos dedos os representantes da raça nos quadros das emissoras de TV que produzem dramaturgia. Afora os veteranos Milton Gonçalves, Lázaro Ramos e Seu Jorge, que é um misto de cantor e ator, poucos são lembrados. A novela Paraisópolis, com 56 atores, tinha apenas seis da raça negra. Preconceito? Imagina! O fato é que, para uma das maiores representantes da dramaturgia e da raça negra no país, a morte de Antônio Pompeo teve como causa a sua tristeza pelo abandono e falta de reconhecimento.
Zezé Motta fez um desabafo em suas redes sociais ao comentar a morte do ator Antônio Pompêo, que faleceu aos 62 anos. Na noite desta terça-feira (05), a atriz afirmou que Pompêo foi mal aproveitado na dramaturgia brasileira.

“Pompêo foi um grande ator mal aproveitado. Não teve o grande reconhecimento que merecia e acho que morreu de tristeza. Tínhamos uma relação que não tinha nome. Eu era namorada, mãe, madrinha, tudo ao mesmo tempo. Pompêo foi um grande amigo, companheiro, irmão. Meu amigo estava recluso, deprimido com a falta de oportunidades de trabalho”, disse.

O veterano pode ser visto no ar atualmente nas tardes da Record em “Chamas da Vida” e “Prova de Amor”, que estão em reprise. Na emissora de Edir Macedo, ele participou ainda de “Rebelde” e “Balacobaco”, sua última novela.

Na Globo, ele atuou em tramas como “O Rei do Gado” e “Mulheres de Areia”. O ator foi encontrado morto em sua casa ontem, no Rio de Janeiro.

Outros atores negros igualmente sem oportunidades na TV:

Leandro Firmino, Maurício Gonçalves, Tony Tornado e Cosme dos Santos.

Entre as atrizes algumas tem mais destaques:

Neusa Borges, Elisa Lucinda, Isabel Fillardis, Zezé Motta, Esmeralda Barros,Taís Araújo,Chica Xavier, Camila Pitanga, Léa Garcia, Ruth de Souza e Adriana Lessa.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.