Um morto e 20 feridos por confrontos em cidade turística nicaraguense

Uma pessoa morreu e ao menos 20 ficaram feridas por disparos nesta terça-feira (5) durante um confronto entre manifestantes e grupos de choque e antimotins na turística cidade nicaraguense de Granada, informou um sacerdote da localidade.

O jovem José Maltés morreu por um tiro de arma de fogo de grupos de choque afins ao governo que tentavam desmontar uma barricada na cidade de Granada, declarou ao canal 100% Noticias o pároco de Xalteva, Wilmer Pérez.

“A situação é muito tensa no setor da paróquia La Merced. As pessoas dizem que há pessoas armadas. Alguns falam que (os agressores) são da juventude sandinista junto com a polícia”, acrescentou o religioso.

 O pároco indicou que nas primeiras horas da manhã “ouvimos disparos de armas de fogo e bombas, enquanto as pessoas que estão nas barricadas se defendem somente com pedras”.Os moradores disseram que colocaram barricadas para se defender de ataques de grupos afins ao governo que, à noite, atacam a cidade, saqueiam e incendiam estabelecimentos comerciais.

Desde que os protestes começaram em 18 de abril, os turistas desapareceram das ruas desta cidade, um dos principais atrativos do turismo no país.

 O Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh) contabilizava 110 mortos após os acontecimentos mais violentos registrados no fim de semana em Masaya, onde morreram 10 pessoas, entre eles um policial e um adolescente de 15 anos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.