Técnico do Moto lamenta desgaste fico,mas cobra maior desempenho da defesa

Marcelo Vilar, técnico do Moto Club.
Marcelo Vilar, técnico do Moto Club. – Weliandrei Campelo / Moto Club

SÃO LUÍS – Contratado para substituir Ruy Scarpino, que pediu demissão do comando do Moto Club, o técnico Marcelo Vilar não conseguiu estrear com vitória no Rubro-Negro: em jogo disputado neste domingo (19), pela quarta rodada do primeiro turno do Campeonato Maranhense, o Papão esteve duas vezes na frente do placar, mas teve que se contentar com o empate por 2 a 2 diante do Cordino, no Estádio Castelão.

Em entrevista ao site oficial do Moto Club, Marcelo Vilar fez uma análise do desempenho do Moto Club contra o Cordino. Para o treinador, o Papão precisa de alguns ajustes, principalmente no setor defensivo. Além disso, Vilar lamentou o desgaste do elenco motense, que está passando por uma maratona de jogos no Estadual e na Copa do Nordeste.

“É preciso avaliar, eu vi o esforço dos jogadores, eles estão vindo de uma maratona de jogos. Os jogadores estão partindo para o ataque, mas com dificuldade para recompor a defesa. Temos dificuldades nas jogadas de bolas aéreas tanto defensivamente, quanto ofensivamente, devido à baixa estatura dos jogadores”, disse Marcelo Vilar.

Com o empate diante do Cordino, o Moto Club manteve a liderança do Grupo B do Estadual, com sete pontos em quatro rodadas. Agora, o Rubro-Negro volta as suas atenções para a Copa do Nordeste: na noite desta quarta-feira (22), às 21h45, o Moto recebe o Fortaleza, no Estádio Castelão, em compromisso da quarta rodada do Nordestão.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.