Técnico do Atlético Mineiro pede demissão após derrota para o São Luis

aguirreChegou ao fim a era Aguirre no Atlético-MG. Durou pouco mais de cinco meses a passagem do uruguaio no clube. Em pronunciamento na Cidade do Galo, nesta quinta-feira, ele informou que o desejo de deixar o comando técnico atleticano surgiu após a classificação às oitavas de final da Libertadores, antes mesmo de o time chegar à final do Mineiro e iniciar o confronto com o Racing. Após a eliminação na competição continental, na última quarta, o treinador procurou a diretoria e pediu para sair.

Diego Aguirre entrou na sala de imprensa às 13h54 (de Brasília), sem a camisa do clube. Os jornalistas não puderam fazer perguntas, apenas acompanharam o discurso do treinador, sentado ao lado do presidente do clube, Daniel Nepomuceno, que discursou logo em seguida. Confira o que Diego Aguirre disse, na íntegra.

– Boa tarde, estamos aqui junto com Daniel para comunicar que tomei a decisão de deixar o clube. O principal objetivo esportivo era a Libertadores, que não foi possível, como vocês viram ontem, estamos fora. Acho que o momento esportivo é difícil para o clube, porque perdemos. É bom aliviar um pouco… o Daniel e os jogadores… Talvez seja bom para eles continuarem por um outro caminho. Tenho a tranquilidade que fizemos um grande trabalho. Estou muito agradecido ao presidente, ao Maluf, a todos que trabalham aqui no clube, fundamentalmente aos jogadores, que tivemos um trabalho excelente. Futebol é assim: às vezes, temos que tomar decisões. Vinte dias atrás pedi para sair do clube. Pedi ao Daniel, ele pediu que ficasse, disse que tinha um jogo importante pela Libertadores com o Racing. Achei justo, mas pedi que falássemos quando acabasse a participação na Libertadores. Tivemos uma reunião, um contato, uma coisa que decidi fazer, mas reitero o agradecimento a todos. Tivemos uma experiência excelente, com profissionais do mais alto nível. Deixamos coisas importantes para o futuro do Atlético. Tomando como parte do futebol, agora é mirar para o futuro. Não sei se estou esquecendo de alguma coisa, mas é isso que queria comunicar a vocês: agradecer o bom relacionamento que tivemos e nada mais.

O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, disse que o acerto sobre a saída aconteceu nesta quinta-feira. E garantiu não ter conversado com nenhum possível substituto.

– Em uma relação profissional, estamos nas horas boas e ruins. Desde quando começamos, em dezembro, nosso relacionamento sempre foi muito bom. Nesse momento, que não é bom, temos que estar juntos e trabalhar com a realidade. Não tenho muito a dizer. Mas já tem algumas semanas que ele me procurou, já estávamos nas oitavas da Libertadores. Mas ele deixa à equipe vários ensinamentos: treinador moderno, competente. É isso. Reunimos hoje, e o futebol, infelizmente, traz esses dias de encerramento de etapa. Não conversei com treinador nenhum. Quando tiver que acontecer, vai acontecer, e vocês serão informados. Hoje não é uma tarde boa aos funcionários e aos jogadores que sempre apoiaram ao técnico. Quero agradecer o Diego e à imprensa por terem vindo.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.