Suspeito de morte de capitão da PM foge de presídio

 

Ele fugiu através de um buraco feito em uma parede da unidade prisional.

 

 

Durou pouco o tempo de permanência de Márcio Douglas Lima Vasconcelos, suspeito de participar da morte do capitão da Polícia Militar Antônio Carlos Pinto de Farias, no sistema prisional.

 

Márcio teria participado da morte do capitão no dia 26 de julho, enquanto o PM almoçava em um restaurante localizado em Timon (MA).  O suspeito fugiu da Colônia Agrícola Major César de Oliveira na última quinta-feira (10).

 

A fuga foi concretizada através de um buraco feito em uma parede da unidade prisional. Apesar de ser suspeito de participar da morte do Polícia Militar, Márcio cumpria pena na Colônia Agrícola por um roubo cometido em Teresina.

 

Marcio Douglas seria o condutor da motocicleta que deu fuga a Francisco das Chagas Fonseca Farias, 34 anos, suspeito de atirar contra o capitão na tentativa de assalto. Francisco das Chagas chegou a ser atingido no ombro pelo oficial da PM e foi preso em seguida.

 

Relembre o caso

 

O policial militar do Piauí Antônio Carlos Farias morreu após reagir a assalto em um restaurante em Timon (MA) no dia 26 de julho deste ano. Um dos autores do assalto, identificado como Francisco das Chagas da Fonseca Farias, também foi alvejado durante troca de tiros no momento, sendo atingido no ombro. Ele deixou a arma calibre 38 no local e fugiu em uma moto preta.

 

Márcio Douglas Lima Vasconcelos, o segundo suspeito de envolvimento no crime, se apresentou na Central de Flagrantes dois dias depois, no dia 28. Preso por força de um mandado de prisão expedido pela Justiça do Piauí, ele foi ouvido pela morte do capitão e negou que tivesse participação no crime.

 

Com informações do portal Cidadeverde.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: MA10

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.