Suspeito de homicídio triplo no bairro Vilinha é preso

 

O suspeito de 32 anos confessou à polícia que teria sido o mandante da chacina que aconteceu em Imperatriz, no domingo de carnaval (11).

 

 

Na noite desta segunda-feira (19), Alex Sandro Nogueira dos Santos, 32 anos, foi preso por suspeita de tráfico de drogas e porte ilegal de armas, em sua residência, no bairro Vilinha. Alex chegou ainda a confessar que teria sido o mandante da chacina que aconteceu no domingo (11), que resultou em três mortes e quatro tentativas de homicídio.

Na residência em que foi preso, também foram encontrados novecentos gramas de maconha prensada em forma de blocos; uma balança de precisão; um facão; materiais e embalagens para condicionamento e armazenamento de drogas.

“Em conversas que tivemos, ele confessou o crime, afirmando ser o mandante. Ainda confessou que o facão e a arma que estavam em sua posse foram usados no homicídio que aconteceu no domingo (dia 11)”, disse o tenente Diego, do 14° Batalhão da Polícia Militar.

“Paulista”, como assim é conhecido, portava uma arma de fogo, calibre 12, com dois cartuchos intactos. Alex Sandro também confirma que tentou matar outro sujeito, identificado como Darcielves, morto recentemente.

No facão apreendido pela Polícia Militar havia a sigla “VR”, escrito com tinta vermelha. Segundo o suspeito, a marca faz uma analogia à facção da qual ele diz fazer parte.

Ainda de acordo com o tenente, essa intitulação do suspeito “na verdade, pode ser uma busca por prestígio dentro dessas facções criminosas que tentam se enraizar em nossa cidade. Como combate da Polícia Militar, estamos tentando evitar que essas quadrilhas se localizem e instalem em nossa região”.

Alex Sandro foi conduzido para a delegacia de plantão, juntamente com a arma e os outros objetos apreendidos.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.