SSP apresenta criminosos acusados de aterrorizar o município de Guimarães

Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentou nesta segunda-feira (28), por volta das 10hs, quatro suspeitos de integrarem uma facção envolvida com o tráfico de drogas na região de Pinheiro. Foi apresentado pela cúpula da segurança, João Batista Silva Mendes, 42 anos, conhecido como “Escobar”, Evanilson Costa Gonçalves, conhecido por Baby, Ataniel Carvalho, conhecido como “Bel” e Alfredo Luís dos Santos Figueiredo. Foram apresentados com os suspeitos um valor em dinheiro no valor de R$ 23.360 reais.
A apresentação dos suspeitos à Imprensa contou com a presença do Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela, o delegado Geral Laurence Mello, o Subcomandante Jorge Luongo, o Superintendente de Polícia Civil do Interior Dicival Gonçalves e o Delegado Regional de Pinheiro Carlos Renato. O Secretário de Segurança agradeceu o empenho dos policiais da regional de Pinheiro e disse que os municípios estavam sendo prejudicada pela ação dos criminosos “Os municípios de Pinheiro, Guimarães, Bacuri, Cedral e Central do Maranhão estavam sendo alvos da ação dos criminosos e após um monitoramento a Polícia Civil e Militar resultou na prisão da quadrilha. Eles agiam de forma violenta, mas agora encontram-se atrás das grades e ficarão à disposição da Justiça, onde irão responder pelos crimes praticados”, ponderou.

O secretário Jefferson Portela aproveitou a ocasião e anunciou que a SSP está providenciando em tempo hábil, a construção do Hangar onde está funcionando uma base do Centro Tático Aéreo, facilitando no combate contra as ações das quadrilhas de arrombamentos e assaltos ás agências bancárias da região. As ações contra este tipo de crime serão alcançadas em tempo muito menor. Estamos providenciando para que as operações do CTA iniciem as suas atividades ainda em um local improvisado, objetivando para que o combate à criminalidade pelo CTA inicie de forma acelerada, antes mesmo da construção da sua base em Presidente Dutra”, concluí-o o secretário.
Durante a apresentação, o Delegado Geral Laurence Mello pontuou acerca da cooperação das policias, onde logrou êxito na prisão dos criminosos. “Foi um trabalho coordenado pela boa integração entre a Polícia Civil e a Polícia Militar, ocasionando no sucesso da operação. A quadrilha que atuava com o tráfico de drogas é também envolvida com vários homicídios na regional de Pinheiro, onde as investigações apontam que a quadrilha teria realizado cerca de 05 homicídios na regional de Pinheiro. Eles são envolvidos ainda com roubos e arrombamento à caixas eletrônicos”, finalizou o Delegado Geral.
Já o delegado Regional de Pinheiro Carlos Renato, informou que a operação já vinha sendo desencadeada a alguns meses, pois os suspeitos já vinham realizando ações criminosas por toda a regional de Pinheiro. Um desses crimes, é contra a agência bancária de Bacuri, que aconteceu no mês de janeiro. A Polícia Militar foi a nossa grande parceira nessas prisões, onde também prendeu integrantes do bando, no município de Guimaraes. Além dos quatros apresentados, outros cinco suspeitos também foram presos, sendo identificados como Nelson Matos Sousa Castro; Haroldo Silva Correia, o “Neto”; Wellington Silva Pereira; Elendilson Costa Ramos, o “Neguinho”; Werbeth Ramos Santos; O Escobar já teria sido condenado pela Justiça pelo crime de tráfico de drogas e o BEL e BABY, tinha contra si, mandados de prisões por crimes cometidos na regional de Pinheiro.
Apreensões
Na operação realizada em Guimarães foram apreendidos com os suspeitos, dois veículos, três motocicletas, um revólver calibre 38, armas artesanais do tipo garrucha, 49 papelotes de cocaína, maconha, vários celulares, diversos tênis em caixas e roupas novas. Os policiais apreenderam ainda, cédulas manchadas de tinta vermelha, que é feito por um dispositivo de segurança de caixas eletrônicos de agências bancárias. O valor apreendido foi a quantia de R$ 23.360,00.
Todos os suspeitos foram ouvidos e autuados em flagrante pelos crimes de associação ao tráfico de drogas, receptação, porte ilegal de armas e associação criminosa armada.
Após serem apresentados, os quatro suspeitos foram encaminhados para O Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão custodiados à disposição de Pedrinhas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.