Solenidade de encerramento do 1 Curso de Antropologia Forense e Odontologia Legal do ICRIM

Abrindo a solenidade de encerramento do 1 curso de Antropologia Forense e Odontologia Legal, estiveram presentes na tarde desta quarta-feira (23) por volta das 17:00, no Instituto de Criminalista (ICRIM) as autoridades de segurança pública, o diretor geral da Academia de Polícia Militar, Aurélio Araújo, a sub delegada geral da SSP Adriana Amarante, o Superintendente de policia técnico científico do IML, Miguel Alves, além dos professores responsáveis pela administração do conteúdo ali ministrado.
curso foi uma parceria entre a faculdade de medicina e odontologia de Ribeirão Preto do estado de São Paulo e o Instituto Medico Legal de São Luís e, a realização domesmo so foi possível com o apoio nato da gestão de segurança, viabilizados pela delegacia geral e a academia integrada de segurança pública do estado do Maranhão.
A antropologia forense é o ramo da medicina legal que se encarrega da identificação de corpos humanos, ou seja, ossadas humanas, através dessas análises se consegue nitidamente decifrar a sexualidade, idade, cor da pele, características físicas, chegando até mesmo identificar a causa da morte de determinada pessoa. Sendo um procedimento essencial no trabalho do IML, fundamental que tange a investigação policial.
Foram capacitados os médicos legistas, odontologistas e auxiliares de perícia médica legal, em sequência de teorias, na medida em que o conhecimento era passado pelos professores renomados e extremamente qualificados,   colocava-se em prática imediatamente supervisionada, junto com todo material que vai pra análise, pra exame pericial propriamente dito. Vale ressaltar que participaram também deste curso diretores dos institutos médico legal de Timon e Imperatriz.
Os professores e doutores Marco Aurélio Guimarães e Ricardo Henrique Alves administraram um conteúdo rico em extensão antropóloga e odontóloga, os alunos alcançaram níveis de conhecimentos necessários para aprimorar técnicas na área pericial com relação a anatomia forense, estando aptos em exercer com mais clareza sua atividades laborais.
O superintendente Miguel Alves, falou da dominação em que a ministração do curso propôs a sua equipe, “Nos vamos dominar mais essa técnica e somos também capazes de replicar a partir do IML  de São Luís, para as unidades de medicina legal dos outros municípios como Timon e Imperatriz.
“Para a perícia  do estado do Maranhão é um curso de suma importância e o nosso IML está mais rico de conhecimento e qualificado, que coloca o estado em evidência”, explanou o diretor de academia de policia, Aurélio Araújo.
O diretor do IML, Vanderlei José Júnior, era só alegria e agradecimentos, destacando uma essência nesse trabalho conjunto dentre a área de segurança pública e o IML, frisou a magnitude deste aprendizado, que elevou a capacitação de seus especialistas a um patamar equilibrado de conhecimento técnico e científico.
Vale descriminar que o perito criminal está a serviço da justiça, está especializado para a produção, relativa de pessoa física, viva ou morta, implicando-a na interpretação escrita dos fatos e que  seja de interesse da justiça, sempre tendo uma visão holística e categórica, minuciando cada porém.
Carolina Gomes/ASCOM SSP-MA20160323_181600-e1459272655231

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.