Site mostra que Gabriel tem mais gols pelo que Nelmar

jogo contra o Paraguai. (Foto: Divulgação/ CBF)

Por Rafael Perez

Visto como o próximo raio a cair na Vila Belmiro, o atacante Gabriel teve uma estreia icônica com a camisa alvinegra. Aos 16 anos, o atleta entrou no lugar de Neymar na despedida do camisa 11 pelo Santos, em 2013. A passagem de bastão, apesar de simbólica, tomou forma durante as últimas temporadas até o último sábado (26), quando Gabigol foi chamado por Dunga para, mais uma vez, ser o substituto do ídolo, em sua primeira convocação para a seleção principal.

De 2013 para cá, o atual camisa 10 santista passou por um momento de adaptação ao time profissional, seguido de um crescente protagonismo na equipe de Dorival Júnior, da qual atualmente é titular absoluto ao lado de Ricardo Oliveira no setor ofensivo. E, apesar de ter demorado mais tempo para receber uma chance com a amarelinha, Gabriel chega ao esquadrão nacional com números comparáveis aos do antecessor.

Foram 139 partidas e 48 gols do jovem até o momento com a camisa do Santos, em pouco menos de três anos como profissional. Por outro lado, Neymar marcou oito vezes menos pelo Peixe antes de aparecer pela primeira vez na lista da convocação nacional – sete se contado o período entre o chamado e o amistoso contra os Estados Unidos.

O que Gabriel não consegue superar, porém, é a constância de Neymar em colocar a bola nas redes adversárias. O ex-santista precisou de 84 jogos para marcar seus 41 gols – média de 0,48 tento por partida. Já Gabigol, apesar do apelido, não é tão eficiente, já que entrou 139 vezes em campo com a camisa alvinegra, para balanças as redes em 48 oportunidades – média de 0,34 por duelo.

Em títulos, Neymar também leva a melhor. Apesar das finais da Copa do Brasil de 2010 terem sido disputadas apenas após o chamado de Mano Menezes, o atacante do Barcelona se apresentou à Seleção já com a taça nacional, além do Campeonato Paulista conquistado no mesmo ano. Gabriel teve a oportunidade de repetir os feitos em 2015, mas só conseguiu ser campeão estadual, tendo perdido a final do torneio mata-mata para o Palmeiras.

O atacante santista não vai ser titular no duelo contra o Paraguai, nesta terça-feira (29), às 21h45 (horário de Brasília), no Defensores del Chaco. A posição do camisa 10 deve ser do companheiro de Santos, Ricardo Oliveira. Porém, caso entre em campo, Gabriel terá mais um desafio: ter uma estreia tão boa quanto a de Neymar, que marcou na vitória por 2 a 0 diante dos Estados Unidos, em 2010, seu primeiro jogo com a camisa canarinho.

Confira os números de Neymar e Gabriel pelo Santos até a primeira convocação para Seleção:

Neymar:

Até a convocação (26/07/2010): 82 jogos e 40 gols

Até o amistoso contra os Estados Unidos (10/08/2010): 84 jogos e 41 gols

Gabigol:

139 partidas e 48 gols

A cobertura completa de tudo sobre o futebol brasileiro você confere nesta terça-feira (29), às 17h, no Conexão EI, às 19h e às 1h, no Caderno de Esportes, e às 20h30, no Jogando em Casa, no EIMAXX.

Gabigol garantido nas Olimpíadas após convocação para a principal?

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.